Notícias em Destaque

PARTICIPE E COMENTE!

Um alerta importante sobre dietas radicais

Um alerta importante sobre dietas radicais

Nem tudo que reluz é ouro: Seja você diabético ou não, na hora de perder peso, evite as dietas radicais.

Gliconline ficou mais fácil, agora é Glic!  Recurso gratuito para melhorar o controle glicêmico

Gliconline ficou mais fácil, agora é Glic! Recurso gratuito para melhorar o controle glicêmico

Resultado de um estudo realizado no Hospital das Clínicas de São Paulo, o Gliconline foi o primeiro aplicativo no mundo a calcular dose de insulina.

Meu vizinho é mais obeso que eu e não tem diabetes... Por que eu?

Meu vizinho é mais obeso que eu e não tem diabetes... Por que eu?

Muitos médicos já ouviram perguntas como essas em seus consultórios ao dar o diagnóstico de diabetes a um paciente.

2017, um ano cheio de DIANOVIDS (novidades em diabetes). Planeje-se!

2017, um ano cheio de DIANOVIDS (novidades em diabetes). Planeje-se!

Durante o ano de 2016 exploramos resultados de pesquisas, terapias, medicamentos e tecnologias que facilitam, ou facilitarão o controle da glicemia, melhorando, assim, a qualidade de vida de quem tem diabetes.

O fim da necessidade de jejum para a realização exames de sangue

O fim da necessidade de jejum para a realização exames de sangue

Esta dúvida é frequente e é uma pergunta inevitável após a entrega das requisições dos médicos aos pacientes. Ao longo dos anos foi se consolidando a rotina da obrigatoriedade do jejum para a realização de exames bioquímicos.

Existe relação entre diabetes, obesidade e depressão?

Existe relação entre diabetes, obesidade e depressão?

A depressão é, sem dúvida alguma, um dos males do século XXI. Somente nas últimas décadas foi documentado um aumento expressivo na quantidade de pessoas acometidas por ela.

Enfrentando os desafios do DM1 em Tenra Idade

Enfrentando os desafios do DM1 em Tenra Idade

Olá, Meu nome é Ângela Matos. Há 2 meses descobrimos que nosso filho de 2 anos tem diabetes tipo 1...

Samba, suor e muita saúde no carnaval

Mais um carnaval está chegando e todos devem estar preparados para a maratona da folia. Desfiles, blocos de rua e as intermináveis noites nos bailes da cidade requerem energia e hidratação suficientes para manter a intensa atividade física nesse período. Além disso, se você tem diabetes é importante se programar para ter energia suficiente e minimizar os riscos de hipoglicemia. O departamento de Nutrição da SBD sugere algumas dicas e esquema para que você possa programar sua alimentação antes, durante e depois da folia.

Baixos níveis séricos de vitamina D podem ser preditores de complicações do diabetes tipo 2 (DM2)

Pessoas com diabetes frequentemente desenvolvem doença vascular. O presente estudo investigou a correlação entre níveis séricos de vitamina D e risco cardiovascular (incluindo infarto do miocárdio e acidente vascular cerebral), bem como em relação às complicações microvasculares (incluindo retinopatia, nefropatia, neuropatia e amputação).

Nada menos que 50% dos pacientes de um estudo observacional com 5 anos de duração apresentava baixas concentrações séricas de vitamina D, conforme indicado por uma concentração mediana dessa vitamina, da ordem de 49 nmol/L.

Relação entre controle glicêmico intensivo e doença cardíaca isquêmica

A hiperglicemia é uma condição que expressa o mau controle do diabetes e que pode aumentar substancialmente o risco de doenças cardíaca isquêmica nesses pacientes. Apesar das várias publicações indicando o impacto do bom controle glicêmico sobre a redução do risco cardiovascular, esse fato ainda não é uma unanimidade entre os especialistas. O presente estudo teve por objetivo avaliar se a redução intensiva da glicemia poderia afetar o risco cardiovascular.

Foram incluídos na população estudada 10.251 adultos, com idades entre 40 e 79 anos e com diabetes tipo 2, apresentando uma hemoglobina glicada média de 8,3%, além de fatores de risco para doença cardíaca isquêmica no estudo ACCORD. Os participantes foram aleatoriamente alocados a um esquema de terapia intensiva ou padrão (A1C<6,0% ou 7,0-7,9%, respectivamente).

Dormindo com o inimigo: Risco aumentado de diabetes entre cônjuges

O McGill University Health Center, no Canadá, pesquisou vários estudos existentes para estudar se os cônjuges de pacientes com diabetes tipo 2 (DM2) estariam expostos a um risco aumentado de também desenvolver o diabetes. Já é fato bem conhecido que pessoas biologicamente relacionadas apresentam um risco maior de DM2, mas este foi um dos primeiros estudos a avaliar se esse risco aumentado também pode existir em membros da família não biologicamente relacionados, como é o caso dos cônjuges.

Anuncie

Baixe o Mídia Kit da SBD, nele você encontrará todas as informações disponíveis para a veiculação de anúncios publicitários em nosso portal.

 

Fale Conosco

Rua Afonso Braz, 579, Salas 72/74 - Vila Nova Conceição, CEP: 04511-011 - São Paulo - SP

 

(11) 3846-0729
secretaria@diabetes.org.br

Expediente

 

Acesse nossas redes:

Toggle Bar

Showcases

Background Image

Header Color

:

Content Color

: