Informações do Autor

Dr. Augusto Pimazoni Netto
Coordenador do Grupo de Educação e Controle do Diabetes do Hospital do Rim – Universidade Federal de São Paulo - UNIFESP
E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Todos os dias, milhões de pessoas com diabetes aplicam insulina uma ou mais vezes por dia. A técnica de aplicação é essencial para o controle glicêmico efetivo e muitas vezes, os profissionais da saúde não fornecem as recomendações adequadas para a sua realização.

Em 2010, um estudo realizado em 6 centros de referência em diabetes no Brasil, buscou levantar os erros que as pessoas cometem na autoaplicação, analisando fatores como registro de dose na seringa, realização da prega subcutânea e rodízio dos pontos de aplicação. Apenas em 10% dos pacientes a técnica de autoaplicação foi considerada totalmente correta. É essencial que os profissionais enfatizem a importância do tamanho apropriado da agulha, o processo correto de aplicação, e todos os outros aspectos da técnica, pois estes são fatores cruciais para o tratamento do diabetes e impactam diretamente no controle da glicemia.

Com o objetivo de aprimorar a prática clínica, garantindo um melhor controle do diabetes e reduzindo as complicações, em 2009 foi realizado um encontro com a participação de 127 profissionais de 27 países, entre médicos, enfermeiros, psicólogos e educadores. Este encontro leva o nome de TITAN (Third Injection Technique Workshop in Athens), e buscou propor novas recomendações de aplicação, baseadas em evidências, escritas e validadas por um grande grupo de especialistas. Para a formulação destas novas recomendações de aplicação para pacientes com diabetes, os especialistas contaram com uma revisão de literatura e também basearam-se nos dados levantados pela pesquisa ITQ (Injection Technique Questionnaire), realizada em 2008 e 2009 que contou com a participação de 16 países. Em 2010, as novas recomendações foram publicadas e desde então, preenchem uma importante lacuna no tratamento do diabetes, além de serem essenciais para a garantia de aplicações mais confortáveis, efetivas e livres de complicações.

De 23 a 25 de outubro de 2015, aconteceu em Roma, o FITTER (Forum for Injection Technique & Therapy Expert Recommendations), que contou com a participação de 150 especialistas de diferentes países e teve como objetivo criar um novo conjunto de recomendações e diretrizes sobre técnica de injeção, infusão e segurança. O embasamento para a discussão considerou evidências clínicas e dados levantados em uma recente edição da Pesquisa ITQ. A Pesquisa ITQ foi iniciada em novembro de 2013 e a aplicação dos seus questionários visou conhecer como as pessoas realizam as injeções, determinar as diferenças de um indivíduo para outro e justificá-las, além de compreender a percepção individual do processo. Desta vez contamos com a participação do Brasil, onde a coleta de dados foi realizada em 5 centros de referência em diabetes (São Paulo, Curitiba, Uberaba, Brasília e Porto Alegre), o que torna a atualização das novas recomendações ainda mais impactantes para a prática clínica em nosso país, pois levou em consideração a realidade dos nossos pacientes e profissionais. O Brasil teve participação importante nesse estudo, tendo incluído mais de 255 indivíduos, colocando-se em 11º lugar entre os 27 países participantes. O Brasil esteve representado no FITTER pelos doutores Augusto Pimazoni Netto, Márcio Krakauer e Denise Franco.

O estudo completo foi publicado na prestigiada revista médica Mayo Clinic Proceedings e pode ser acessado diretamente através dos links a seguir: 

http://www.mayoclinicproceedings.org/article/S0025-6196(16)30321-4/fulltext   NEW INSULIN DELIVERY RECOMMENDATIONS 

http://www.mayoclinicproceedings.org/article/S0025-6196(16)30322-6/fulltext   Worldwide Injection Technique Questionnaire Study: Population Parameters and Injection Practices

http://www.mayoclinicproceedings.org/article/S0025-6196(16)30326-3/fulltext    Worldwide Injection Technique Questionnaire Study:  Injecting Complications and Role of the Professional

VOLTAR