Informações do Autor

Um comunicado da Organização Mundial da Saúde do dia 16 de maio de 2012 deu destaque ao crescente problema das doenças crônicas.

Um em três adultos no mundo, segundo o comunicado, tem pressão alta, uma das causas de metade das mortes por acidente vascular cerebral e doença do coração. Um em 10 adultos tem diabetes.

Este comunicado evidenciou o dramático aumento em condições que desencadeiam doenças do coração e outras doenças crônicas, particularmente em países subdesenvolvidos.

Pela primeira vez, a Organização Mundial de Saúde mostrou as estatísticas anuais de 194 países, a percentagem de homens e mulheres com valores elevados de pressão e glicose no sangue.

O comunicado destaca que a prevalência média de diabetes no mundo está em 10% da população, embora muitas regiões, como as ilhas do Pacífico, esse valor chegue a 33%. Sem tratamento o diabetes é causa de doença cardiovascular, cegueira e insuficiência renal.

A obesidade é também um tema em destaque. Em muitas regiões do mundo a prevalência de obesidade dobrou entre 1980 e 2008. Hoje, meio bilhão de pessoas no mundo (12% da população mundial) são consideradas obesas.

Em todas as partes do mundo as mulheres são mais predispostas à obesidade que os homens e assim estão em maior risco de diabetes, doença cardiovascular e alguns tipos de cânceres.

As doenças crônicas atualmente causam quase dois terços de todas as mortes no mundo.

No Brasil, estudo recente realizado pelo Ministério da Saúde mostrou que a proporção de pessoas acima do peso avançou de 42,7% em 2006, para 48,5% em 2011. No mesmo período, o percentual de obesos subiu de 11,4% para 15,8%.

No Brasil ainda, baseado em estudos regionais de prevalência de diabetes tipo 2 e atualizando os dados para o CENSO IBGE 2010, a Sociedade Brasileira de Diabetes considera que 12.054.824 é o número estimado de diabéticos.

A íntegra do documento divulgado pela Organização Mundial da Saúde sobre estatísticas mundiais sobre hipertensão arterial, diabetes e obesidade pode ser vista em:

World Health Statistics 2012 is available in English, French and Spanish

VOLTAR