Com o aumento das doenças cardiovasculares, nossos hábitos alimentares passaram a ter grande importância para a sua prevenção. Desde então, muitos alimentos ricos em gordura passaram a ser limitados para melhor controle do colesterol sanguíneo (colesterolemia). Muitas vezes, aquele alimento que fazia parte do nosso cotidiano, parece ser nocivo e então paramos de vê-lo com bons olhos.

Com relação ao colesterol, é necessário diferenciar o efeito do colesterol dos alimentos do efeito de algumas gorduras, também presente nos alimentos, na produção de colesterol pelo nosso fígado e nos níveis de colesterol no sangue. É importante ressaltar que o colesterol sanguíneo, na medida certa, é importante para a produção de hormônios, bile, entre outras funções. O problema é quando seus níveis estão acima do recomendado (neste caso o LDL colesterol, considerado mau colesterol quando elevado) ou abaixo do ideal ( o HDL colesterol, conhecido como bom colesterol).

Embora pareça prático consumir o suco em vez da fruta como fonte de vitaminas e minerais, essa troca pode não ser adequada quando diz respeito a todos os aspectos nutricionais. Recentemente foi publicado um estudo na Revista "British Medical Journal", realizado com uma amostra de 187.382 americanos para investigar se o consumo de frutas e do suco de frutas se associavam ao risco de desenvolver Diabetes tipo 2. Foi verificado que maior consumo da fruta in natura, sobretudo as “berries” (frutas vermelhas), uvas, maçãs e bananas, associou-se significativamente com um risco reduzido de diabetes tipo 2. Em contra partida, o maior consumo de suco de frutas foi associado com um risco aumentado de ter a doença.

Pagina 2 de 2

Fale Conosco SBD

Rua Afonso Braz, 579, Salas 72/74 - Vila Nova Conceição, CEP: 04511-0 11 - São Paulo - SP

(11) 3842 4931

!-

secretaria@diabetes.org.br

-->

SBD nas Redes