Diminuição da Hemoglobina Glicada: efeito do Exercício Físico


Helena Schmid, MD, PhD
Professora Associada da UFRGS/ HCPA
Professora Titular UFCSPA

Em colunas anteriores mostramos várias evidências de efeito do exercício físico sobre o controle metabólico no Diabetes. Agora, apresentamos evidências sobre o quanto esta intervenção é eficaz em diminuir a glicemia. O estudo é brasileiro e foi liderado pela Profa Dra Beatriz D. Schaan, da UFRGS, uma das autoras desta coluna.

Trata-se de meta-análise na qual foi avaliada a associação de: 1. treinos estruturados de exercício (a. aeróbicos, b. de resistência como, por exemplo, musculação, ou c. Uma combinação de aeróbico e de resistência) e 2. aconselhamento para realização de atividade física com ou sem dieta conforme descrição em vários estudos sobre o controle glicêmico em pacientes com Diabetes Mellitus tipo 2.

O estudo foi publicado na revista JAMA, em maio de 2011. Foram incluídos 8538 pacientes de vários estudos da literatura, tendo sido escolhidos aqueles estudos clínicos randomizados com no mínimo 12 semanas de duração da intervenção, que arrolaram apenas pacientes que tinham condições físicas para a realização de exercício, sem manifestações clínicas que pudessem limitar a atividade física prevista.  Os resultados mostraram que, em comparação com indivíduos que não fizeram exercicio, aqueles que receberam treinos estruturados de exercício em todas as modalidades, apresentaram diminuição da hemoglobina glicada (HbA1c): realizado por 150 minutos/semana ou mais, a redução de HbA1C foi de 0,89 % e por menos de 150 min/semana a queda foi de 0,36%. Aconselhamento para realização do exercício e dieta combinados também determinaram queda da HbA1c, mas o aconselhamento para realizar exercícios não acompanhado de recomendação de dieta não foi eficaz. Para facilitar a compreensão, procuramos responder a questão que muitos leitores devem estar fazendo no momento.

Mas, afinal, o que são treinos estruturados de exercícios físicos?

Para o estudo, foram considerados como treinos de exercício físico estruturado aquelas intervenções nas quais os pacientes foram envolvidos na realização de exercícios planejados, individualizadas e supervisionadas.

Para o estudo, recomendação para realização de atividade física foi definida como aquela intervenção na qual os pacientes foram de forma parcial ou não envolvidos em um treino supervisionado de exercícios, com ou sem uma prescrição individualizada de exercício, após receberem instruções formais para exercitar-se regularmente.

No treinamento físico estruturado há obrigatoriamente um planejamento de exercícios, de acordo com a idade, sexo, atividade física prévia do paciente; alguns treinos podem ser realizados em grupo, mas os objetivos a serem atingidos são individualizados e sempre há supervisão de um educador físico.

Levando em conta os resultados do estudo, voltamos a enfatizar que exercícios físicos, especialmente se realizados durante mais de 150 min/semana, trazem benefícios indubitáveis sobre o controle glicêmico, podendo ser equivalentes ao uso de alguns medicamentos, com a diferença de muito poucos efeitos colaterais e sem alto custo  (mesmo quando supervisionado por educador físico).

Profa. Dra. Beatriz D. Schaan
Profa. Adjunto Dep. Medicina Interna UFRGS
Serviço de Endocrinologia HCPA

VOLTAR

Fale Conosco SBD

Rua Afonso Braz, 579, Salas 72/74 - Vila Nova Conceição, CEP: 04511-0 11 - São Paulo - SP

(11) 3842 4931

!-

secretaria@diabetes.org.br

-->

SBD nas Redes