Dra. Marlene Merino Alvarez
Nutricionista do Departamento de Nutrição da SBD e da Universidade Federal Fluminense.

O azeite de Oliva é um alimento extraído das azeitonas, fruto das oliveiras, que tem sua origem na cultura mediterrânea, chegando ao Brasil na época da colonização portuguesa. O Azeite de Oliva é um clássico da culinária mundial devido ao seu sabor e aroma característicos e nos tempos atuais é também reconhecido pelos seus benefícios à saúde, sendo um dos principais ingredientes da dieta mediterrânea, considerada a mais saudável.

Classificado dentro da Ciência da Nutrição como um alimento fonte de gordura monoinsaturada, cuja ação promove o aumento do colesterol bom (HDL) e diminuição do colesterol ruim (LDL), prevenindo assim as doenças do coração e do aparelho circulatório. Outro importante benefício do azeite é auxiliar na redução da formação de radicais livres devido a sua grande quantidade de polifenóis, os quais atuam na prevenção das doenças degenerativas (ex: Câncer). Ademais, o azeite também é boa fonte de vitaminas lipossolúveis (A, D, E, K), as quais são essenciais para o bom funcionamento de diversos órgãos no organismo.

Algumas recomendações são importantes para usufruir corretamente dos benefícios desse alimento. Na compra do azeite prefira as embalagens com vidros mais escuros, pois evitam a oxidação do produto pelo menor contato com a luz. O Azeite extravirgem comumente recomendado na prática clínica é o que possui menor grau de acidez. Nenhum tipo de azeite deve ser aquecido porque o calor excessivo favorece a perda das suas propriedades benéficas.

Embora muito saboroso e saudável, vale ressaltar que o azeite possui as mesmas calorias que qualquer outra gordura (9 kcal/mL) e por isso não pode ser utilizado em grandes quantidades.  Use o azeite a favor da sua Saúde, em doses pequenas por exemplo, 01 colher de chá (5mL= 45Kcals) na substituição da margarina do pão ou para enriquecer saladas, as quais são excelentes fontes de fibras, que auxiliam tanto o controle glicêmico quanto o peso.

VOLTAR

Informações do Autor

Dra. Marlene Merino
Nutricionista da Universidade Federal Fluminense
Doutora em Ciências da Nutrição IN-UFRJ
Coordenadora do departamento de Metabologia e Nutrição da Sociedade Brasileira de Diabetes 2014/2016