Informações do Autor

Dr. Augusto Pimazoni Netto
Coordenador do Grupo de Educação e Controle do Diabetes do Hospital do Rim – Universidade Federal de São Paulo - UNIFESP
E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Muitos acreditam que o pré-diabetes seja uma condição benigna, com pouca repercussão na saúde futura. Porém, esse conceito está bastante equivocado, uma vez que o pré-diabetes aumenta significativamente o risco de surgimento de complicações de longo prazo, de forma muito semelhante à condição de diabetes plenamente instalado. Sabe-se que o controle da regulação normal da glicose em pessoas com pré-diabetes reduz significativamente o risco de evolução para o diabetes.

O objetivo do presente estudo foi o de avaliar se a regressão ao estado de normalidade glicêmica no pré-diabetes também está associada a uma redução de longo prazo no risco cardiovascular.

O escore de Framingham, de 2008, que estima o risco global de doença cardiovascular em 10 anos foi calculado anualmente durante a condução do “Diabetes Prevention Program Outcomes Study” entre o grupo de pré-diabéticos que conseguiu a regulação normal da glicose em comparação com o grupo que permaneceu na condição de pré-diabetes ou naqueles pacientes que acabaram desenvolvendo diabetes durante o decorrer do estudo.

Os resultados mostraram que, durante os 10 anos de seguimento, os escores médios de Framingham para a avaliação do risco cardiovascular apresentaram os seguintes perfis de evolução: redução mais acentuada do risco cardiovascular no grupo de pré-diabetes (16,2%), redução intermediária no grupo de normalização do controle glicêmico (15,5%) e redução menos acentuada no grupo de pessoas com diabetes (14,4%). No grupo de pré-diabéticos houve uma redução significativa do risco cardiovascular entre o primeiro e o décimo ano do estudo.

Os autores concluíram que o pré-diabetes representa uma condição de alto risco para a doença cardiovascular. A restauração da condição de normalidade glicêmica e/ou o tratamento médico de fatores de risco cardiovascular podem reduzir significativamente o risco estimado em pessoas com pré-diabetes.

Referência Bibliográfica:

1. Leigh P, Temprosa M, Mather KJ et al. Regression From Prediabetes to Normal Glucose Regulation Is Associated With Reduction in Cardiovascular Risk: Results From the Diabetes Prevention Program Outcomes Study. Diabetes Care. 2014;37(9):2622-31. DOI: 10.2337/dc14-0656.

VOLTAR