Inovações terapêuticas são destaque no Congresso da SBD

Quais são as principais inovações terapêuticas no Diabetes Tipo 1? Este foi um assunto amplamente discutido em simpósio realizado no primeiro dia do XXII Congresso da SBD. Um exemplo é a terapia celular em diabetes, que utiliza várias alternativas de regeneração do conjunto de células produtoras de insulina do pâncreas por meio de células-tronco embrionárias do cordão umbilical e adultas, tema abordado pelo Dr. Carlos Couri.

Terapias imunológicas, como vacinas, e terapias adjuvantes e outros medicamentos anti-diabéticos também foram pautas da discussão, trazidas pela Dra. Melanie Rodacki e pelo Dr. Sérgio Dib.

As novas insulinas foram um dos assuntos de maior repercussão – o Dr. Levimar Junior discutiu a eficácia de novas drogas orais e inaladas para o tratamento do diabetes. Segundo o endocrinologista, a insulina inalada, aprovada pela Anvisa em 2019, permite melhor absorção pela corrente sanguínea para controlar os níveis de glicemia.

Ao longo dos anos, as formulações de insulina evoluíram, mas o método de administração até então havia permanecido inalterado – o paciente, até esta aprovação, administrava suas doses de forma subcutânea, por meio de bombas ou agulhas, conforme indicação do médico. Porém, a insulina inalável é uma forma de tratamento com tecnologia avançada, que tem ação ultrarrápida.

Tags:

Acompanhe

Copyright © 2020 - Sociedade Brasileira de Diabetes