Cuide bem do seu pé ao pular o Carnaval

No período do Carnaval, já se sabe da importância de tomar cuidado com a alimentação, ficar atento às doses necessárias de insulina e também se hidratar com bastante frequência. A pessoa com diabetes, porém, deve se atentar a mais um aspecto antes de pular a folia: seus pés.

Estima-se que uma em cada quatro pessoas com diabetes pode ter problemas nos pés ao longo da vida. Segundo o Ministério da Saúde, 70% das cirurgias para amputação de membros inferiores, como pernas, pé ou dedos dos pés, têm como causa o diabetes mal controlado, totalizando quase 55 mil amputações anuais no Brasil.

De acordo com Geisa Macedo, endocrinologista e coordenadora do Departamento de Neuropatia e Pé Diabético e BRANSPEDI da SBD, antes de ir às festas e bloquinhos programados para o feriado, é preciso tomar uma série de cuidados básicos para evitar quaisquer complicações. “Primeiramente, a pessoa com diabetes deve fazer diariamente a inspeção de seus pés, para checar se há algum tipo de arranhão ou pequeno machucado que não foi visto antes. É necessário que ela utilize o sapato adequado para proteger os pés, sem deixá-los úmidos e protegê-los contra possíveis ferimentos”, aponta.

Entre os principais cuidados, a endocrinologista alerta para:

  • Utilizar sapatos confortáveis, com palmilhas adequadas e sola de borracha: as pessoas com diabetes não devem andar descalças e precisam utilizar um sapato confortável sempre com meias, e com folga de cerca de 1 cm entre o dedão e o sapato para que o pé se movimente com tranquilidade.
  • Optar por meias de algodão: esse tipo de meia garante conforto e tem capacidade de absorver o suor mais do que as meias sintéticas, evitando a umidade nos pés.
  • Cortar as unhas: ao cortar as unhas, é necessário que elas sejam aparadas de maneira reta visando diminuir apenas o tamanho. A pessoa com diabetes não deve cortar os cantos para evitar ferimentos.
  • Secar corretamente os pés: jamais colocar os pés em água quente, pois isso pode causar ferimentos. Ao molhar os pés, é necessário secá-los imediatamente, para evitar acúmulo de umidade ou fungos. Pessoas com pele seca precisam utilizar hidratante, mas nunca no espaço entre os dedos.

Caso o folião machuque os pés ou sinta sinais como dormência ou formigamento, é necessário procurar auxílio médico imediato. “Se aparecerem bolhas, cortes ou alguma área escurecida, o paciente precisa buscar orientação médica e jamais tratar os pés com medicamentos ou terapias caseiras, pois isso pode, muita vezes, retardar a providência correta”, conclui.

Os 10 mais lidos

Contato

(11)3842-4931

Rua Afonso Braz, 579, Salas 72/74 Vila Nova Conceição, CEP: 04511-011 São Paulo - SP

Copyright © 2017 - Sociedade Brasileira de Diabetes