Membros de Departamentos da SBD premiadas com destaquae no 8º CBAEM em Florianópolis

As Dras. Milena Gurgel Teles Bezerra e Helena Schmid foram autoras dos dois trabalhos premiados com a primeira e segunda colocação no 8º Congresso Brasileiro de Atualização em Endocrinologia e Metabologia (CBAEM), evento da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM) que foi realizado no final de agosto, em Florianópolis.

Milena, junto aos Drs. Áurea Luiza Fernandes Magalhães, Flavia Tedesco Motta, Ana Elisa Evangelista Alcântara, Pedro Campos Franco, Hially Ribeiro Cabral, Ronne Hedili Silva Costa, Aline Dantas Costa-Riquetto e Lucas Santos de Santana, fez a pesquisa “Aplicação do MODY Probability Calculator em coorte de 209 brasileiros com diagnóstico de diabetes mellitus abaixo de 35 anos”.

Segundo a médica, foi extremamente importante receber esse reconhecimento em nível nacional, pelo trabalho que foi desenvolvido na Unidade de Diabetes do Serviço de Endocrinologia do HC-FMUSP. “O diagnóstico clínico de MODY não é fácil de ser feito. Um grupo inglês publicou, há mais ou menos 5 anos, um trabalho padronizando dados clínicos e de laboratório de pessoas com diabetes que tinham menos de 35 anos de idade, para tentar fazer um rastreio de MODY. Essa ferramenta, porém, só havia sido validada em europeus”, afirma. “O interessante do nosso estudo é que reunimos uma casuística razoável de pessoas que tinham o diagnóstico confirmado de MODY e comparamos a performance da calculadora nesses indíviduos e em pessoas com diabetes tipo 1 e tipo 2. Foi possível notar que ela é capaz de discriminar MODY e se mostrou uma ferramenta promissora para otimizar a indicação do teste genético em pessoas com suspeita clínica desse subtipo raro de diabetes mellitus”.

Helana Schimid, junto aos Drs. Fernanda Dapper Machado, Otto Henrique Nienov e Lisiane Stefani Dias, foi autora do trabalho “Prevalência de Polineuropatia Periférica em obesos graus II e III sem diabetes antes e após a cirurgia bariátrica”. O estudo tinha por objetivo avaliar a prevalência de PNP em obesos graus II e III, sem diabetes, antes e após 6 a 18 meses da cirurgia bariátrica (CB). Foram avaliados 688 indivíduos obesos graus II e III, sem diabetes, e 586 participantes previamente submetidos à cirurgia bariátrica do tipo derivação gástrica em Yde Roux (RYGB) ou gastrectomia vertical (SG) quanto a PNP através do Michigan Neuropathy Screening Instrument (MNSI). “O reconhecimento por um trabalho desenvolvido dentro de uma linha de pesquisa à qual já me dedico há muitos anos certamente me deixa muito feliz, mas o fato de ser o reconhecimento para um trabalho realizado por um grupo torna esta conquista muito mais importante – há um fortalecimento de todo o grupo”, comenta.

A SBD parabeniza ambas as médicas pelos importantes trabalhos desenvolvidos.

Contato

(11)3842-4931

Rua Afonso Braz, 579, Salas 72/74 Vila Nova Conceição, CEP: 04511-011 São Paulo - SP

Copyright © 2019 - Sociedade Brasileira de Diabetes