A ingestão de amido resistente e fibras pela população brasileira são consideradas inadequadas (MENEZES et al, 2001). De acordo com a Academia Nacional de Ciências (The National Academy of Sciences, 2002), as recomendações nutricionais de amido resistente e fibras para jovens e adultos são em torno de 25 a 38g.

A massa da banana verde é um produto da banana verde cozida com casca e tem sido utilizada na alimentação devido a sua boa quantidade de fibras, alta fermentabilidade e reduzido valor energético (LAJOLO et al, 2001). Adicionalmente, é fonte de amido resistente e tem baixa concentração de açúcares, podendo ser empregada como complemento na formulação de receitas para reduzir lipídios e/ou açúcares da preparação (CARDENETTE et al, 2006).

O amido resistente é definido como o amido e produtos de hidrólise de amido que não são absorvidos no intestino delgado e tem sido identificado como principal substrato para a microbiota...

Com o rápido crescimento da prevalência mundial de doenças crônicas, como obesidade, diabetes e câncer, surge uma necessidade urgente de se desenvolver estratégias para sua prevenção. Sabemos que a intervenção mais eficaz conhecida até o momento para aliviar essas condições deletérias é aliar a alimentação adequada à atividade física. A redução da ingestão de calorias entre 30% - 50%  pode atrasar o aparecimento de doenças associadas ao envelhecimento, melhorar a resistência ao estresse e desacelerar o declínio funcional. Apesar da restrição calórica desencadear efeitos metabólicos em seres humanos, tais como a redução da taxa metabólica, melhorando a sensibilidade à insulina e reduzindo fatores de risco cardiovascular, a adesão ao tratamento a uma dieta onde se come menos nem sempre é possível.

Além da quantidade de calorias da dieta, a qualidade nutricional dos alimentos também deve ser avaliada para um envelhecimento saudável. Uma dieta à base de carboidratos refinados, açúcares e gorduras saturadas...

A pandemia do DM2 é um enorme problema de saúde pública, com a projeção para 2025 de 380 milhões de casos no mundo. Estudos de intervenção no estilo de vida têm demonstrado reduções no risco de DM2. Apesar disso, a ADA recomenda que pacientes recentemente diagnosticados de DM2 sejam tratados com farmacoterapia, bem como mudanças no estilo de vida. A razão para a terapia combinada é presumivelmente por que cada tratamento realizado separadamente não funciona. Mudanças no estilo de vida são realizadas frequentemente de forma inadequada, pois nem sempre os pacientes perdem peso, voltam a engordar ou o diabetes piora, independentemente do peso. O tratamento farmacológico também muitas vezes falha com o tempo e algumas drogas tem associação com riscos cardiovasculares, dentre outros. Por essas razões, mudanças no estilo de vida podem ser mais efetivas do que o que tem sido tipicamente recomendado.  A dieta de estilo mediterrâneo (DEM), por...

Fale Conosco SBD

Rua Afonso Braz, 579, Salas 72/74 - Vila Nova Conceição, CEP: 04511-0 11 - São Paulo - SP

(11) 3842 4931

secretaria@diabetes.org.br

SBD nas Redes