Um paradoxo atual da sociedade moderna é que, se por um lado, mais pessoas têm excesso de peso, cada vez mais se idolatra a magreza. A título de piada, se diz que as mulheres, hoje, preferem a magreza a qualquer outra coisa: é melhor ser magra do que ter uma boa altura, do que ser inteligente e culta, do que ser famosa, do que ser rica ou saudável, do que ser bonita e até do que ser feliz. Talvez a única qualidade que as mulheres achem mais importante do que ser magra é não ter celulite.

É essa busca desenfreada do baixo peso, a qualquer custo, tem acarretado um aumento da incidência de uma doença grave, Anorexia Nervosa. Nas estatísticas americanas, 0,5 a 1% das mulheres, são acometidas por este problema.

No Brasil, não conheço os números. Mas, seguramente e felizmente, são menores. A doença é tão grave que pode, inclusive,...

A infecção causada pelo vírus Influenza, a gripe, ainda é um grande problema de saúde pública em todo o mundo. Nos anos em que a epidemia acomete um maior número de pessoas entre 60 a 90 crianças, em cada 100, é acometida pela virose.

O número de hospitalizações nos Estados Unidos, por conta da doença, é de cerca de 400 mil por ano.

Os gastos dispendidos naquele país, para o tratamento da infecção, são em torno de U$ 10 bilhões, e as repercussões econômicas, causadas principalmente pela ausência ao trabalho, atingem cerca de 87 bilhões de dólares/ano.

Como este tipo de infecção é quase sempre mais grave nos idosos, cerca de dois terços das hospitalizações são desse grupo etário. A vacinação foi, inicialmente, apenas recomendada para eles. A população vacinada deste grupo aumentou substancialmente entre 1989 e 1997, no entanto a diminuição das repercussões negativas que a doença causa a saúde publica foi...

Desde há muitos anos, as doenças cardiovasculares, causadas pela arteriosclerose, têm sido principal causa de morte na maioria dos países. Como seria de se esperar, a medicina tem procurado descobrir quais os fatores que predispõem ao aparecimento e a gravidade, para tratá-los. Dessa maneira, poderia se evitar ou, pelo menos, retardar o seu surgimento e evolução. É de conhecimento, hoje universal, que o fumo, a hipertensão arterial, o estresse, o diabetes, a vida sedentária, a obesidade e níveis elevados do colesterol sanguíneo são causas predispostas.

O colesterol é uma gordura que tem importantes ações no nosso organismo, é componente da membrana de nossas células e matéria-prima para síntese dos hormônios e vitaminas, entre outros. No entanto, há muito se suspeitava que os níveis de colesterol sanguíneo elevados favoreciam o surgimento e a evolução da arteriosclerose.

Desde os anos 1800, médicos já levantavam essa probabilidade. Porém, só na década de 60 do século passado, as Sociedades...

Segundo as Nações Unidas, o câncer, pela primeira vez, será a maior causa de morte a partir de 2010. Ao contrário do que vinha ocorrendo há vários anos, quando as malignidades eram ultrapassadas pelas doenças cardiovasculares e as infecciosas nas estatísticas de mortalidades.

Em 2008, 12 milhões de novos casos e 7 milhões de mortes por câncer. Em 2030, a menos que progressos substanciais sejam realizados, serão 27 milhões de casos novos e 17 milhões morrerão. As causas para que isso aconteça são várias. Cada vez existem mais idosos na população mundial. Uma outra muito importante, é o aumento do número de fumantes na China e na Índia. Nestes dois países, já se encontram cerca de 40% de viciados em fumo no mundo.

Elevação muito importante no número de casos ocorre também na África. Lá, o câncer já mata muito mais do que a Aids, a Tuberculose e a Malária, juntos. A adoção de costumes...

Há cerca de 25 anos surgiu a Síndrome da Imunodeficiência Adquirida, AIDS. Apesar do progressos obtidos, principalmente no tocante ao tratamento, a doença  continua sendo um grande problema de saúde pública.

Tão logo demonstrou-se que a doença não era restrita aos homossexuais masculinos e que não respeitava condição socioeconômica, tornou-se grande preocupação em todo  mundo. Comentou-se, inclusive, que nunca uma epidemia recebeu, e continua recebendo maior atenção, e, principalmente, tantos recursos, como nenhuma outra doença epidêmica, até então.

Em que pese, outras epidemias como a Doença de Chagas, a Schistosomose e a Varíola acometerem um número muito maior de pacientes. Afinal estas, há muito, deixaram de ser problema para os países desenvolvidos, onde os recursos materiais e humanos existem. 

Apesar disso, o número de portadores do vírus HIV permanece alarmante.

Neste ano, 2008, 33 milhões de pessoas estão contaminadas pelo vírus, das quais 2,7 milhões foram infectadas em 2007. Naquele ano mais de dois...

O Diabetes Mellitus é um dos maiores problemas de saúde pública, em muitos países. Além de já ser um grande problema atual, a preocupação ainda é maior por conta de que o número de pessoas acometidas por ele não pára de aumentar.

Caso não se seja capaz de descobrir uma maneira eficiente de se modificar a situação, o número de pessoas com diabetes irá duplicar nos próximos 30 anos. No Brasil, se admite que, atualmente, existam entre 8 e 10 milhões de pacientes.

As medidas já sabidas para conter o aumento da prevalência da forma clínica mais freqüente (90% dos casos), a do Tipo 2, são conhecidas, porém muito difíceis de serem adotadas. Esta forma, que acomete preferencialmente os adultos, tem um componente hereditário muito importante. Mas, na maioria das vezes, necessita da existência de fatores ambientais para que o diabetes surja.

Os componentes ambientais mais importantes para que isso aconteça são o excesso de peso, o...

Os hormônios masculinos, produzidos pelos ovários e adrenais, exercem importantes funções nas pessoas do sexo feminino. Participam do desenvolvimento e manutenção dos músculos e ossos, sendo assim imprescindíveis ao crescimento estatural. Também são eles os responsáveis pelo surgimento e manutenção dos chamados pêlos sexuais: axilares e pubianos .

Exercem ações na sexualidade feminina, sendo importantes na libido e também no orgasmo. Quando o seu déficit ocorre antes da puberdade, os pelos sexuais sequer surgem. Nos casos em que a deficiência aparece depois desses períodos, observa-se apenas uma regressão. 

Nas condições em que a quantidade desses hormônios está aumentada, as mulheres experimentam uma série de sinais e sintomas: aumento dos pêlos corporais, irregularidades menstruais, acne, queda de cabelos, aumento da libido.

Nos casos mais graves ocorre, além desses sintomas, a chamada virilização: aumento da musculatura, hipertrofia do clitóris, alteração na tonalidade da voz, calvície. As causas para que isso possa ocorrer são várias. Uma delas é...

A crise da assistência pública à saúde que o estado de Pernambuco enfrentou, recentemente, é um retrato, sem retoques, de como o Brasil trata a os seus pobres. Durante semanas foi negado o tratamento médico necessário, às nossas classes menos favorecidas, inclusive para os casos de urgência. Um verdadeiro caos.

Não sabemos quantas mortes teriam sido evitadas, se isto não tivesse acontecido. Surpreendentemente, esta situação dramática evoluiu quase como se nada estivesse acontecendo. Em muitos países do mundo, uma série de protestos, provavelmente violentos, já teriam ocorrido. Ambulatórios e hospitais seriam invadidos e depredados. Autoridades governamentais e profissionais de saúde poderiam sofrer agressões. Mas nada disso aconteceu. Afinal, o pobre brasileiro é muito pacífico e tolerante. No meu entender, exageradamente.

Por outro lado, a nossa pobreza praticamente não tem representatividade política ou social. Os nossos políticos, na sua grande maioria, só se preocupam com os pobres nas épocas de eleições. A própria esquerda...

Os estudiosos do assunto já previram, há muito, mas só recentemente o assunto ganhou as manchetes de todo o mundo. A quantidade dos alimentos produzidos está cada vez menor em relação às necessidades da população mundial. Mais consumo do que a produção, resultado: aumento de preços.

Aumento que tem causado inflação em, praticamente, todos os países do mundo. No nosso país, a elevação dos custos com a alimentação já é uma grande ameaça para que a inflação, o grande mal que enfrentamos durante anos, retorne. Como o custo dos alimentos representam muito mais no orçamento dos pobres, são eles os mais prejudicados.

Como entender que um país com enorme fronteira agrícola, que é o Brasil, um dos maiores produtores de alimentos do mundo, esteja enfrentando este tipo de problema ??? O agronegócio, no Brasil, a cada ano bate recordes. É ele o grande responsável pelo fato da nossa balança comercial ser superavitária, há...

transplante de órgão é quase um milagre, é capaz de salvar vidas ou melhorar, dramaticamente, as suas qualidades. É uma intervenção médica cada vez mais realizada. No entanto, o número de pacientes que o necessitam é sempre maior. O nosso país é um dos que mais realizam esse tipo de procedimento.

O transplante de órgão é um ato médico complexo e que enfrenta vários obstáculos. O primeiro é que, na grande maioria das vezes, existe a necessidade de uma morte, de preferência um jovem saudável. Além disso, é preciso que ela ocorra em um ambiente hospitalar e que disponha de recursos.

Os transplantes que não necessitam de morte, geralmente são os de órgãos duplos, como os rins. Um outro obstáculo que deve ser ponderado é o custo dessas intervenções. Cada transplante de fígado custa, ao nosso sistema de saúde, dezenas de milhões de reais. 

Quantas doenças hepáticas, graves, seriam evitadas caso esse dinheiro fosse...

Pagina 2 de 6

Fale Conosco SBD

Rua Afonso Braz, 579, Salas 72/74 - Vila Nova Conceição, CEP: 04511-0 11 - São Paulo - SP

(11) 3842 4931

secretaria@diabetes.org.br

SBD nas Redes