“Paradoxo da Obesidade” O peso no momento do diagnóstico do diabetes afeta a mortalidade?


Dra. Rosangela Almeida
Endocrinologista

Esta análise foi realizada com o intuito de avaliar a associação do peso com a mortalidade em adultos com diabetes recém diagnosticados. Sendo assim, analisaram o conjunto de cinco grandes estudos de coorte longitudinais:

1-Atherosclerosis Risk in Communities Study (1990 –2006).

2-Cardiovascular Health Study (1992 – 2008).

3-Coronary Artery Risk Development in Young Adults (1987 – 2011).

4-Framinghan Offspring Study (1979 – 2007).

5-Multi-Etnic Study of Atherosclerosis (2002 – 2011).

Um total de 2625 participantes com diagnóstico recente de DM2, incluindo homens e mulheres com idade acima de 40anos e classificados de acordo com o peso:

  • peso normal (IMC de 18,5 – 24,99 Kg/m²).
  • sobrepeso (IMC de 25 – 29,9 Kg/m²).
  • obesidade (IMC ≥ 30 kg/m²).

Através dos coortes, 293 participantes (média 11,2%) tinham peso normal no momento do diagnóstico. Um total de 449 mortes (17,1% dos coorte combinados; 165,5 por 10.000 pessoas-ano) ocorreu durante o acompanhamento:

  • 178 (6,8%) de causas cardiovasculares.
  • 253 (9,6%) de causas não cardiovasculares.
  • 18 participantes de causas não identificadas.

Nos participantes de peso normal, a taxa de mortalidade total, mortalidade por causa cardiovascular e mortalidade por causa não cardiovascular foram;

284,8; 99,8 e 198,1 por 10.000 pessoas-ano respectivamente em comparação  com

151,1; 67,8 e 87,9 por 10.000 pessoas-ano que estavam com sobrepeso ou obesas.

Após o ajuste para os dados demográficos e dos fatores de risco cardiovascular (pressão arterial, tabagismo, níveis lipídicos, circunferência abdominal) os participantes de peso normal tiveram o dobro de risco de morrer de qualquer causa quando comparados com os de sobrepeso e obesos. Os riscos de mortalidade cardiovascular e não cardiovascular foram aumentados de 1,5vezes e 2,3vezes respectivamente.

A importância desse estudo está no fato de ser o primeiro a medir o IMC no momento do diagnóstico do DM2 eliminando assim os potencias efeitos de confusão quanto à duração do diabetes.

Concluíram afirmando que o estudo é um “toque de despertar” para os esforços de prevenção principalmente naqueles indivíduos que são rotulados com uma falsa sensação de segurança por não estarem acima do peso.

VOLTAR