Metformina: Uma nova opção terapêutica para os distúrbios do Sistema Nervoso Central? Injured Brains Repaired with Metformin.


Dra. Rosangela Almeida
Endocrinologista

Dra. Rosangela Almeida
Médica endocrinologista


Freda Miller, PhD, do Hospital for Sick Children em Toronto, mostrou em uma série de experimentos em cultura e em camundongos que a Metformina promoveu o crescimento de novos neurônios e melhoria da função neural.

Na primeira fase da pesquisa a Metformina em meio de cultura pode estimular o desenvolvimento de células nervosas de camundongos e humanos.

Na segunda etapa testaram os efeitos da Metformina em cenário da vida real em ratos. Os pesquisadores descobriram que ao injetar a Metformina em camundongos, novas células nervosas desenvolveram na área do cérebro responsável pelo aprendizado e memória.

Miller e colaboradores verificaram que para o desenvolvimento de células embrionárias precursoras neurais há a participação da molécula CREB-binding protein ou CBP e ativação da aPKC (proteína quinase C atípica). Os estudos revelaram que a Metformina promoveu a neurogênese ativando a via aPKC-CBP em células tronco neurais.

Concluindo:

Isto é potencialmente excitante quanto aos tratamentos atuais para a Doença de Alzheimer, os quais podem retardar a progressão da doença, mas não podem revertê-la. Se os mesmos efeitos observados em camundongos ocorrerem em humanos, como a melhoria da perda de memória, a Metformina poderá vir a ser uma nova opção terapêutica para os danos ao sistema nervoso central, como Acidente Vascular Cerebral Isquêmico e Doença de Alzhemer.

VOLTAR

Fale Conosco SBD

Rua Afonso Braz, 579, Salas 72/74 - Vila Nova Conceição, CEP: 04511-0 11 - São Paulo - SP

(11) 3842 4931

secretaria@diabetes.org.br

SBD nas Redes