A idade que a mulher engravida aumenta o risco do filho ter diabetes?


Dr. Sérgio Vêncio
Médico endocrinologista
Presidente da SBD-regional Goiás
Research Fellow (Visiting Faculty) na Academisch Ziekenhuis
Free University Hospital, Amsterdan-Holanda

Nas últimas duas décadas, a idade média do início da gravidez aumentou entre 2-3 anos, ou seja, a cada década a gestação se inicia entre 12 e 18 meses mais tarde do que na década passada.

Muita investigação tem sido feita no sentido de tentar saber quais as conseqüências desse fato na saúde da mãe e do bebê. Evidentemente, as pesquisas não deixariam de fora o diabetes, a investigação sobre o eventual papel da idade materna na incidência do diabetes tipo 1, começou com uma análise casuística nos anos 60 (1).

Em particular, os estudos mostraram associações entre idade materna e complicações na gravidez, incluindo parto prematuro e bebês com baixo peso ao nascer, e várias doenças na infância como asma, leucemia, e tumores do sistema nervoso central. Porém os estudos que relacionavam gravidez em mulheres mais velhas a incidência de DM1, tinham resultados muitas vezes contraditórios.

A metanálise e a participação brasileira no estudo

Um estudo que envolveu diversos pesquisadores de diferentes países, incluindo a Dra Suely G.A. Gimeno, do Departamento de Medicina Preventiva da UNIFESP, foi publicado na última edição da revista Diabetes (2), com o objetivo de investigar se crianças nascidas de mães mais velhas têm um risco aumentado de diabetes tipo 1, através da realização de uma análise combinada de estudos anteriores usando dados de pacientes individuais para ajustar variáveis que reconhecidamente podem levar a confusão na análise dos dados

Estudos relevantes publicados antes de Junho de 2009 foram identificados pelo MEDLINE e EMBASE. Os autores dos estudos foram contactados e solicitados a fornecer dados individuais de pacientes. A estimativa do risco de diabetes tipo 1, por idade materna foi calculada para cada estudo, antes e após o ajuste para potenciais fatores de confusão.

Um dado importante do estudo foi ter feito a análise 14.724 pacientes com DM1, a partir de 30 estudos, dos quais 29 forneceram dados individuais dos permitindo uma abordagem analítica unificada e análises adicionais para investigar possíveis fontes de viés.

A conclusão do estudo

Há evidências de uma fraca, mas significativa relação entre a idade da mãe ao nascimento e o risco de diabetes tipo 1 em crianças. Em toda a faixa etária materna, (>20, 20–24, 25–29, 30–34, <35 anos) existe uma diferença média de 20% no risco de diabetes tipo 1. Com base nestas estimativas, uma porcentagem muito pequena da incidência crescente de crianças início tipo 1 diabetes pode ser explicado pelo aumento da idade materna.

O estudo sugere que a associação entre o diabetes tipo 1 e a idade materna é semelhante em crianças diagnosticadas com menos de 5 e entre 5 e 15 anos.

Pontos negativos do estudo

Embora a estratégia de busca tenha sido abrangente, estudos contendo dados relevantes podem não ter sido identificados.

Não incluem estudos de idosos diabéticos tipo 1.

Um estudo prévio da idade materna em adultos jovens com diabetes não encontrou evidências dessa associação. (3)

A explicação

O mecanismo por trás do aumento do risco de diabetes tipo 1 na infância em crianças nascidas de mães mais velhas não é claro. É provável que a idade materna seja apenas um marcador de algum outro fator mais diretamente relacionado com o risco de diabetes tipo 1 em crianças. Estudos mostraram que a idade materna no parto pode levar a partos prematuros e bebês com baixo peso ao nascer. (4) Porém foi realizada análise estatística nos trabalhos envolvidos nesse estudo, diminuindo a possibilidade dessa hipótese.

É também possível que o peso materno, que pode aumentar juntamente com a idade materna, poderia estar envolvido, como um estudo recente descobriu; tanto o IMC materno pré-gestacional quanto o ganho de peso materno durante a gravidez podem predizer a autoimunidade relacionada ao diabetes. (5)


Referências bibliográficas:

1 - Struwe FE. [On the manifestation of diabetes mellitus in childhood (age of C.R. CARDWELL AND ASSOCIATES diabetes.diabetesjournals.org DIABETES, VOL. 59, FEBRUARY 2010 493 manifestation, maternal age at birth).]. Monatsschr Kinderheilkd 1960;108: 487–490

2 - Chris R. Cardwell et al. Maternal Age at Birth and Childhood Type 1 Diabetes: A Pooled Analysis of 30 Observational Studies. Diabetes 2010; 59: 486-494.

3 - Lammi N, Moltchanova E, Blomstedt P, Eriksson JG, Taskinen O, Sarti C, Tuomilehto J, Karvonen M. The effect of birth order and parental age on the risk of type 1 and 2 diabetes among young adults. Diabetologia 2007;50:2433–2438

4 - Hoffman MC, Jeffers S, Carter J, Duthely L, Cotter A, Gonzalez-Quintero VH. Pregnancy at or beyond age 40 years is associated with an increased risk of fetal death and other adverse outcomes. Am J Obstet Gynecol 2007;196:e11–e13

5 - Rasmussen T, Stene LC, Samuelsen SO, Cinek O, Wetlesen T, Torjesen PA, Rønningen KS. Maternal BMI before pregnancy, maternal weight gain during pregnancy, and risk of persistent positivity for multiple diabetesassociated autoantibodies in children with the high-risk HLA genotype: the MIDIA study. Diabetes Care 2009;32:1904–1906.

VOLTAR

Fale Conosco SBD

Rua Afonso Braz, 579, Salas 72/74 - Vila Nova Conceição, CEP: 04511-0 11 - São Paulo - SP

(11) 3842 4931

secretaria@diabetes.org.br

SBD nas Redes