Controle Glicêmico e Conduta no Diabetes em Pacientes Hospitalizados no Brasil


Dr. Rubens Sargaço
Hospital Samaritano – São Paulo, SP

Introdução

A importância de um controle rígido da glicemia entre pacientes com diabetes mellitus está bem estabelecido , no entanto , o tratamento da diabetes no ambiente hospitalar é geralmente considerada secundária em importância . Este estudo procurou avaliar o controle glicêmico e controle do diabetes em pacientes adultos internados em alguns hospitais no Brasil.

Métodos

Estudo transversal realizado em todo o país a partir de julho de 2010 a janeiro de 2012. Casos elegíveis: Pacientes com 18 anos de idade ou mais, com diagnóstico de diabetes e hospitalização de pelo menos 72 horas . Dados sócio-demográficos, informações, detalhes da hospitalização, assim como dados sobre o diagnóstico de diabetes, gestão e tratamento foram coletados para todos os pacientes por revisão de prontuários. Com ênfase ás informações sobre glicemia sérica (GS) nos dias consecutivos da internação.

Resultados

No total, 2.399 pacientes foram avaliados em 24 hospitais localizados em 13 cidades de todas as cinco regiões brasileiras. A prevalência de pacientes com hiperglicemia (GS > 180 mg/dl) ou hipoglicemia (GS <70 mg/dL), foi de 89,4% e 30,9 % nos pacientes em enfermarias gerais , e 88,2% e 27,7 % naqueles em Unidades de Terapia Intensiva (UTI ), respectivamente . Além disso , uma medida de GS > 180 mg/dL, foi registada em dois terços dos doentes por dia. Uma alta

proporção de pacientes que foram tratados com insuficientes doses de insulina isolada nas enfermarias gerais ( 52,0 %) e na UTI (69,2%) , e apenas 35,7 % e 3,9 % receberam terapia com insulina apropriada em enfermarias gerais ( basal de insulina + bolus ) e em UTI ( IV contínuo de insulina ) , respectivamente .

Conclusões

A gestão do controle glicêmico de diabéticos internados precisa ser melhorado. Oportunidades incluem a ampliação do uso de insulina por via intravenosa e subcutânea de insulina basal e bolus. Aumento da frequência de monitoramento de glicose no sangue e instituição de esforços de melhoria da qualidade da assistência médica e de enfermagem.

Fonte: Moreira et al. Glycemic control and diabetes management in hospitalized patients in Brazil. Diabetology & Metabolic Syndrome 2013, 5:62

VOLTAR