Relato da viagem de motocicleta

Belo Horizonte, 08/06/2014

Olá! Meu nome é Gustavo Paiva, tenho 32 anos, tenho formação superior em Ed. Física e especialista em Treinamento Esportivo, mas minha profissão é representante comercial ou “caixeiro Viajante”, sou bonito, forte, esportista, aventureiro e... diabético, rsrsrsrsrs.

Apesar da fala anterior ser verdadeira, agora vou falar sério... Em dezembro de 2008, após perceber um emagrecimento contínuo e uma sede insaciável, resolvi procurar um médico, o clínico geral pediu alguns exames e me diagnosticou como Diabético tipo 1. Perdi o chão.... como assim? Eu? Jovem? Saudável? Alimentação equilibrada, esportista, magro, 26 anos.... diabetes e pior..... tipo 1? Voltei para casa atordoado, eliminei da minha alimentação qualquer tipo de Carboidratos, mas não adiantou a glicose continuava alta.....

Esqueci de falar que também sou motociclista e em 25/12/2008 estava com tudo organizado, dinheiro guardado, rota programada, tudo pronto para durante 30 dias de férias, percorrer o litoral Brasileiro. Mas o médico optando pela segurança disse que eu não poderia viajar e teria que mudar meus planos.

Mudei os planos..... Procurei outro medico! Foi aí que conheci no dia 23/12/2008 o Dr. Rodrigo Nunes Lamounier, que após entender que eu não abortaria o plano de aproveitar as férias de motocicleta, me orientou cuidadosamente quanto aos cuidados médicos e fomos fazendo o controle da glicose via telefone. Era tudo novidade e hoje entendo que o risco também foi alto, mas graças à inteligência, capacidade de observação, postura voltada para a vida (não a doença) deste Médico ao qual aproveito para agradecer pelos cuidados e profissionalismo. Tudo aconteceu como planejado!

Somente estou escrevendo este relato hoje dia 08/06/14, e posso dizer que continuo aproveitando a vida, sendo feliz, andando de motocicleta, de bicicleta, correndo, jogando, vivendo e cuidando de mim!

VOLTAR

 

Você não tem permissão para enviar comentários

Comentários  

Maria Laine Gomes de Oliveira 25-08-2015 15:48
Muito legal seu depoimento. Minha filha tem doze anos e apresentou DM 1 aos oito anos. Meu mundo também caiu. Levantei pois ela precisava de mim e após estes quatro anos, estamos adaptadas com a Diabetes e minha filha tem uma vida normal e feliz. No momento estamos aguardando uma bomba de infusão, que tenho certeza vai melhor ainda mais a qualidade de vida de minha filha.
Temos que falar pois sabemos quantas pessoas sofrem por falta de informações. Nós mesmos já sofremos tanto!

Outras histórias

Fale Conosco SBD

Rua Afonso Braz, 579, Salas 72/74 - Vila Nova Conceição, CEP: 04511-0 11 - São Paulo - SP

(11) 3842 4931

secretaria@diabetes.org.br

SBD nas Redes