Na 12ª edição da Coluna Verdadeiro ou Falso, SBD esclarece dúvidas sobre declínio cognitivo em pacientes com diabetes

Mesmo com os cuidados e tratamentos adequados, pacientes com diabetes mellitus podem dar sinais de algumas complicações. Com os idosos a preocupação é ainda maior, já que muito se fala sobre o declínio cognitivo associado à doença. Mas, afinal, diabetes pode ter relação com a perda de memória e raciocínio em idosos?

De acordo com o Dr. Fábio Moura, especialista em Endocrinologia e Metabologia pela Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM) e membro do Departamento de Diabetes e Idoso da Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD), diabetes mellitus tipo 1 e 2 são constantemente associados ao aumento do risco de declínio cognitivo, demência vascular e doença de Alzheimer, tanto em idosos quanto em pessoas de meia idade. “Os mecanismos exatos ainda não estão totalmente esclarecidos, mas o aumento na resistência à insulina com hiperinsulinemia compensatória, o aumento na formação de proteína amiloide, a inflamação crônica sistêmica, a hiperglicemia com glucotoxicidade e a hipoglicemia estão entre os candidatos mais prováveis”, afirma.

A manutenção do controle glicêmico em longo prazo diminui os riscos do desenvolvimento de quadros demenciais associados ao diabetes mellitus. Ainda segundo Dr. Moura, dietas adequadas associadas à prática regular de exercícios físicos podem contribuir para a prevenção do risco de demência.

Sinais como perda de memória recente, episódios de confusão mental ou similares, devem ser observados pelos familiares, que necessitam buscar ajuda médica o quanto antes: “Os familiares devem procurar imediatamente o endocrinologista, neurologista ou geriatra com o objetivo de realizar testes confirmatórios da condição do paciente ou excluir outras possibilidades de diagnóstico”, ressalta.

O diagnóstico de demência e os possíveis diagnósticos diferenciais são feitos pela combinação entre exames clínicos, com alguns testes específicos, como o minimental, exames laboratoriais e exames de imagem.

A SBD recomenda que pacientes com diabetes mantenham uma rotina saudável capaz de proporcionar qualidade de vida e que respeitem as orientações recomendadas por um médico especialista ou profissionais da saúde.

Você não tem permissão para enviar comentários