Entre os supostos tratamentos milagrosos para diabetes, um dos mais disseminados popularmente é o consumo de água morna com limão, principalmente pela manhã, que serve para controlar os níveis de glicemia no corpo de pessoas com diabetes. Mas afinal, será que esse consumo é de fato eficaz no controle da doença e benéfico para o paciente?

A nutricionista Daniela Lopes Gomes, doutora em Nutrição Humana pela Universidade de Brasília (UnB) e membro do Departamento de Nutrição da SBD, explica que não há comprovação científica de que o efeito isolado do consumo de limão com água morna sozinho seja capaz de controlar o diabetes. “O limão é uma fruta com baixa quantidade de carboidratos, rica principalmente em vitamina C e pode, sim, ser usada de diversas formas na alimentação, como suco, temperando saladas e proteínas animais, na água saborizada ou mesmo in natura. Mas a simples inclusão deste alimento, sem aliar a outras estratégias alimentares, não tem comprovação de que possa impactar de forma expressiva a glicemia”, explica.

Segundo a nutricionista, a água com limão ou mesmo o suco de limão pode substituir sucos com maior quantidade de carboidratos, dessa forma, o ideal é usá-lo como substituto de sucos que tem maior quantidade desse macronutriente, de forma a reduzir a quantidade de açúcar a ser consumida no dia. “O simples fato de ingerir a água saborizada (com limão cortado ao fundo do copo, por exemplo) já pode estimular o maior consumo de água e beneficiar a pessoa com diabetes na hidratação, que é uma das orientações principais nos casos de hiperglicemia”, afirma.

De modo geral, não há um alimento específico que isoladamente consiga promover o controle da glicemia. Por isso, a SBD recomenda adequar a qualidade da alimentação como um todo, sempre orientado por um nutricionista, para alcançar benefícios significativos.

Você não tem permissão para enviar comentários