A Internet e os programas multimídia de computador têm se estabelecido como ferramentas importantes no desenvolvimento de ações educacionais em diabetes. Os recursos da web são abrangentes e podem ser efetivos na melhora da adesão e do controle glicêmico de pacientes, com isso podem reduzir o risco de complicações. (Svoren et al., 2003; Levetan et al., 2002; Mahon  et al. 2005)

Programas educativos veiculados atravéz da Internet podem ser adequados e atrativos tanto para os pacientes quanto para seus familiares. O estudo de Zrebiec e colaboradores (2001), realizado com 47.365 usuários de sites de educação em diabetes, constatou que os tema mais acessado foi “nutrição”, seguido por “impacto emocional do diabetes”, “monitoração da glicemia sanguínea” e por último o tema das “complicações”. Esse estudo demonstrou a exiistência de um grande interesse do paciente em obter, por meio da internet, informações sobre aspectos importantes de sua condição.

A utilização de intervenções online para jovens com diabtes tipo 1 foi o objeto de estudo no trabalho de doutorado do psicólogo Fábio Roberto Munhoz dos Santos. O estudo foi realizado no Centro de Diabetes do Hospital São Paulo em parceria com o Departamento de Informática em Saúde da Unifesp, investigou duas modalidades de intervenções online e concluiu que as redes sociais online podem ser ferramentas úteis e promissoras para veiculação dessas intervenções. A realização do projeto contou com o apoio da Fapesp, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. O projeto contou com o apoio da Fapesp, Fundação de Amparo...

Fale Conosco SBD

Rua Afonso Braz, 579, Salas 72/74 - Vila Nova Conceição, CEP: 04511-0 11 - São Paulo - SP

(11) 3842 4931

secretaria@diabetes.org.br

SBD nas Redes