Dia das Crianças - Alimentação e Diabetes Tipo 1

Dra. Maria Aparecida B. do Nascimento (CRN 1877)

  • Nutricionista da Secretaria de Saúde do DF
  • Mestre em Nutrição/UnB
  • Educadora em Diabetes/SBD/ADJ
  • Membro do Dep. de Nutrição SBD

Neste mês de outubro a Sociedade Brasileira de Diabetes gostaria de homenagear as crianças e suas famílias!

Neste momento festivo, gostaríamos de falar um pouco sobre o tema alimentação, visto ser uma parte difícil do tratamento. Inicialmente é preciso desmistificar que estas crianças necessitam “fazer dieta”. As necessidades nutricionais para um adequado crescimento e desenvolvimento são as mesmas de outras crianças sem diabetes. Portanto, a palavra “dieta”, que traz consigo um sentido de “restrição”, não deve ser usada.

Recomendamos a mesma alimentação saudável para todas as crianças, com adaptações necessárias para cada caso como, por exemplo, aquelas com doença celíaca e outras condições especiais. O foco principal não deve ser a proibição de doces e açúcares em geral.  Estes devem ser evitados, mas outros aspectos são de extrema importância. Deve-se controlar o consumo de alimentos industrializados, principalmente os chamados “ultraprocessados” (refrigerantes em geral, pós para refrescos, salgadinhos de pacote, macarrão instantâneo, biscoitos recheados, etc) e os fast foods.

Deve-se dar preferência a preparações culinárias saudáveis, preparadas com alimentos in natura ou minimamente processados, de origem vegetal (arroz, feijão, mandioca, batata, milho, aveia, macarrão, pães, legumes e verduras, aveia, frutas, castanhas, sementes, etc), combinados com alimentos de origem animal (ovos, carnes e laticínios). E nunca esquecer de ingerir água ao longo do dia para manter uma boa hidratação.

Em geral, o típico prato brasileiro, constituído de arroz, feijão, carne e vegetais coloridos são um bom exemplo de refeições para o almoço e jantar. No jantar, algumas famílias não possuem o hábito de comer “comida de panela”. Mas é preciso ficar atento pois substituir o jantar por lanches pode levar a um baixo consumo de nutrientes, como as vitaminas, minerais, antioxidantes e fibras. Sempre que possível opte por refeições completas.

Pensando no ambiente escolar, a escolha do lanche pode trazer dúvidas para algumas famílias. Assim preparamos algumas sugestões para este momento.

 

Merenda da escola:

Recomendamos aos pais que se informem sobre o cardápio de lanches a serem oferecidos. Preparações do tipo “comida de panela” geralmente são bem aceitas e podem ser consumidas. 

Nos dias em que são oferecidos lanches muito açucarados como, por exemplo, suco com açúcar, biscoitos, mingau doce, etc, aconselhamos que a criança leve seu lanche de casa. Se não for possível, pelo menos peça na escola para não oferecer o suco adoçado com açúcar (este pode ser oferecido quando a criança apresentar hipoglicemia).

As crianças que utilizam insulina no horário do lanche e/ou aplicam a ferramenta de contagem de carboidratos possuem maior flexibilidade para comer alimentos que contêm moderadas quantidades de açúcares. Estas devem receber orientações da equipe de saúde para evitar hiperglicemia ou hipoglicemia.

Outro aspecto importante é aproveitar os horários dos lanches para oferecer frutas.

Para aquelas que levam lanches de casa, apresentamos algumas sugestões:

 

 

 

Gramas de carboidratos

Fruta pequena +

Sanduíche caseiro

~40g

Fruta pequena +

Torta de frango

~26g

Fruta pequena +

Bolo de banana

~ 40g

Iogurte light ou zero açúcar

2 UND Cookies caseiro

~30g

Fruta +

Iogurte light ou comum

~ 25 a 35g

Iogurte light ou zero açúcar +

1 saco médio (20 g de pipoca natural estourada)

~ 25 a 30g

 

Eventualmente a fruta pode ser substituída por um suco sem açúcar.

 

Ingredientes – Pão francês ou pão integral, salada a gosto (alface, tomate, cenoura), carne fatiada (pode ser lagarto ou frango desfiado) ou queijo branco. Atum ou sardinha em lata também podem ser utilizados.

Contém em torno de 30g de carboidratos.

Torta de Frango com Vegetais

Rendimento: 8 pedaços médios = 11g de carboidratos cada pedaço.

 

 Receita para a massa:

Recheio: 

  • (85g de carboidratos)
  • 1 xícara (chá) de farinha trigo peneirada
  • 1 copo de leite (200ml)
  • ½  copo de óleo (100 ml)
  • 3 ovos
  • queijo minas ralado 1 a 2 C de sopa
  • 1 colher (café) de pó royal
  • 1 pitada de orégano se gostar
  • Sal a gosto
  • Misturar tudo. Pode fazer no liquidificador.
  1. (Não contém quantidades significativas de carboidratos)
  2. Peito de frango cozido (400 g) com temperos naturais e desfiado.
  3. Acrescentar: tomate sem pele e sem semente, cheiro verde, cenoura, etc.
  4. Tome cuidado com os enlatados porque elas podem deixar a torta salgada (azeitona, palmito, ervilha).  Estes são opcionais.
  5. Assar em assadeira pequena (~25cm de comprimento).

 

A farinha pode ser substituída por farinha sem glúten em casos de doença celíaca, depois de pronta, corte em pedaços iguais. O total de carboidratos desta receita é 85g.

Rendimento: 18 unidades = 9 g de carboidratos cada.

  

Ingredientes:

Preparo:

  • 2 colheres de sopa de manteiga em temperatura ambiente
  • 1/2 de xícara de açúcar mascavo ou adoçante culinário
  • 2 ovos batidos
  • ½ xicara de farinha de trigo integral
  • ½ xicara de aveia em flocos
  • 1 colher de café rasa de sal
  • 1 colher de chá rasa fermento
  • chocolate 70 % cacau picado (em torno de 75g)
  1. Misturar tudo, deixando o chocolate por último.
  2. Com uma colher de sopa coloque a massa num tabuleiro forrado com papel manteiga, em forno de 180 graus, por 11 a 15 minutos.
  3. Cuidado para não queimar. Assa muito rápido.


Pode trocar o chocolate amargo por uvas passas ou castanhas.

A farinha pode ser substituída por farinha sem glúten em casos de doença celíaca

Gramas de carboidratos da receita toda com açúcar mascavo: 154g. 

Rendimento: 8 pedaços médios = 28 de carboidratos.

Ingredientes:

Preparo:

  • 3 ovos
  • 3 bananas médias 
  • ½ xícara de açúcar mascavo ou adoçante culinário (se a banana estiver muito madura, nem precisa colocar nem açúcar e nem adoçante)
  • 1/3 xícara de óleo
  • 1 xícara de aveia em flocos
  • 1 xícara de farinha integral
  • 1 colher de fermento em pó
  • 1 xícara de leite
  1. Bater no liquidificador as bananas, os ovos, o óleo e o açúcar e depois o leite
  2. Acrescentar a mistura a uma tigela com a farinha e a aveia em flocos
  3. Misturar bem e acrescentar por último o fermento em pó
  4. Se desejar, polvilhar com canela
  5. Assar em assadeira pequena (~25cm de comprimento)
  6. Levar ao forno (180°C) por cerca de 40 minutos, ou até dourar.

 

As claras em neve deixam o bolo mais macio.

Pode acrescentar castanhas na receita.

Depois de pronta, corte os pedaços em tamanhos iguais.

A farinha pode ser substituída por farinha sem glúten em casos de doença celíaca

O total de carboidratos desta receita é 227g.

1 copo de 300ml = 37g de carboidratos

 

Ingredientes:

Preparo:

  • Aveia, fruta de sua preferência e Iogurte natural.
  • Castanhas picadas ou amendoim (opcional).
  1. Em uma vasilha monte camadas e leve à geladeira.
  2. Pode ser levado em lancheira térmica, mas evitar passar mais de 2 horas fora da refrigeração.

 

 

Esta preparação é composta de aveia, iogurte, frutas e outros itens. Além de ser um lanche muito saudável, são bem práticos para o dia a dia. A montagem deve ser feita de preferência à noite para que no dia seguinte possa ser consumida como café da manhã ou lanche intermediário. Ao passar a noite na geladeira os sabores se intensificam e os ingredientes amolecem. 

Para 1 copo de 300ml use:

150 ml de iogurte natural ou coalhada (7g de carboidratos)
1 fruta grande ou 2 pequenas – (~ 20 g de carboidratos)
Aveia em flocos – 1 colheres de sopa cheia (~ 10g de carboidratos)
Castanhas se quiser

Rendimento: 5 potinhos = 10g de carboidrato

 

 

 

 

Ingredientes:

Preparo:

  • ½ abacate;
  • 2 bananas médias picadas;
  • 3 colheres (sopa) rasas de adoçante culinário;
  • 2 colheres (sopa) de cacau em pó (50% cacau ou mais).
  1. No liquidificador, coloque o abacate, as bananas picadas, o adoçante e o cacau.
  2. Bata até ficar cremoso em ponto de mousse.
  3. Despeje em uma tigela ou em 5 potinhos individuais.
  4. Se desejar, coloque raspas de chocolate 70% por cima.
  5. Coloque para gelar e tire da geladeira na hora de servir.

Outras Ideias e Comentários

Fale Conosco SBD

Rua Afonso Braz, 579, Salas 72/74 - Vila Nova Conceição, CEP: 04511-0 11 - São Paulo - SP

(11) 3842 4931

secretaria@diabetes.org.br

SBD nas Redes