Como minimizar os riscos de prática esportiva em pessoas com diabetes?

Por incrível que possa parecer, há sim, riscos decorrentes da prática esportiva em pessoas com diabetes. O principal deles é a chamada “hipoglicemia induzida pelo exercício”.

O que é isso e por que ocorre?

“Hipoglicemia induzida pelo exercício” é a queda de açúcar que pode acontecer depois da prática de atividade física. Ela ocorre porque o exercício faz com que a insulina que você usa (ou a insulina do seu próprio corpo) passe a funcionar melhor. Ele trata o que chamamos de “resistência à insulina”. Isso permitirá ao seu médico diminuir a dose das suas insulinas ou medicamentos que você usa. O exercício funciona como se fosse um remédio. E esse efeito pode durar por até 3 dias! Portanto é muito importante que, depois de uma sessão de treinamento, você passe a vigiar mais de perto a sua glicose. Como? Basta fazer mais testes de glicose do que o habitual. Tenha atenção especial no período da noite (período no qual você fica sem se alimentar por muito tempo e por isso o risco é maior) e nas 1as 12 h depois do exercício. Quanto mais intenso e prolongado o exercício maior é o risco. Exercício aeróbio (corrida, caminhada, bicicleta e natação) em geral produz maiores quedas na glicose. Por outro lado, exercícios de explosão/potência (ex: esportes de combate, musculação e o chamado HIIT – exercício intervalado de alta intensidade) produzem pouca ou nenhuma redução da glicose. Às vezes podem até aumentar a glicose. Procure, portanto, conhecer o seu padrão de resposta diante de cada tipo de exercício. Este padrão tende a se repetir em cada indivíduo, mas em geral é diferente de uma pessoa para a outra. Outra dica importante é reduzir a dose da insulina de ação rápida ou ultrarrápida que você aplica antes do treino de acordo com a duração e intensidade previstas do treino (veja abaixo a tabela a seguir). Procure não omitir nenhumas das refeições prescritas pela sua nutricionista. Isso auxilia na prevenção da hipoglicemia e também vai otimizar os resultados estéticos/funcionais do treinamento.

Em função de tudo o que foi dito é muito importante que você se informe, converse com o seu endocrinologista e trace uma estratégia para minimizar este risco de hipoglicemia.

A seguir segue algumas dicas que podem ajudar:

  1. O grande segredo é ter sempre ao seu lado um glicosímetro (um aparelho de glicose ) e usá-lo! Quanto mais testes você fizer menor é o risco de hipoglicemia. O teste de glicose é o seu “porto-seguro”. Se você sabe em quanto está a sua glicose você pode se defender. Se você não sabe, você será pego de surpresa! Faça sempre muitos testes. Quanto mais testes melhor! Se você puder arcar com os custos de um dispositivo de monitorização contínua esta é também uma excelente opção. A glicose fica “mais na sua mão”
  2. Se a sua glicemia antes de começar o exercício encontra-se abaixo de 100 mg/dL, é de bom tom, consumir uma fonte saudável de carboidratos (em torno de 15 a 30 g) antes de começar. Exs: um pote pequeno de salada de frutas com um pouco de mel, uma água de côco ou um repositor hidroeletrolítico
  3. Se a sua glicemia se encontra acima de 250 mg/dL antes do começo do treinamento: aplique uma dose de insulina ultra-rápida antes de começar. O ideal é você esperar uma ou duas horas depois de administrar essa dose adicional de insulina para se exercitar. Assim você escapa do pico de ação da insulina
  4. Agora, se sua glicemia está entre 100 e 250 antes do início do esporte, comemore! Esta é a faixa ideal para a prática esportiva
  5. Reduza a dose da insulina rápida ou ultrarrápida que você usa antes de fazer exercício. A tabela a seguir pode ajudar a decidir quanto você deve diminuir na dose:
    Tabela 1 – Sugestão para redução da dose de insulina ultra-rápida da refeição pré-exercício considerando a duração e a intensidade do exercício
      Percentual de redução na dose da insulina
    Intensidade do exercício 30 mins de duração 60 mins de duração
    Leve ↓ 25 ↓ 50
    Moderada ↓ 50 ↓ 75
    Intenso ↓ 75 Não usar
  6. Procure se conhecer. Tente entender que tipo de resposta você tem diante dos diferentes tipos de exercício. Sua glicemia cai ou sobe quando você malhar? E quando você faz corrida? É diferente?
  7. Procure criar uma rotina. O ideal é que a pessoa que tem DM, faça exercício pela manhã. Isso pode minimizar o risco de hipoglicemias de madrugada. Outro hábito que pode ajudar é sair de casa sempre sabendo quanto tempo e em qual intensidade você vai fazer. Mudanças de última hora no planejamento pode dificultar as coisas pra você.

Para mais informações com linguagem simples faça o download do material em PDF escrito por nossos diretores:
Baixe aqui

AINDA NÃO É ASSOCIADO DA SBD?

Clique aqui para saber mais sobre os valores e benefícios.
Ajude a nossa Sociedade a continuar ajudando quem tem Diabetes!

Rua Afonso Braz, 579, Salas 72/74 - Vila Nova Conceição, CEP: 04511-011 - São Paulo - SP
11 3842.4931