Novas recomendações para o rastreio de diabetes tipo 2 em adultos


Dr. Augusto Pimazoni Netto
Coordenador do Grupo de Educação e Controle do Diabetes do Hospital do Rim – Universidade Federal de São Paulo - UNIFESP
E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

O Preventive Services Task Force (USPSTF) recomenda o rastreamento para glicemia alterada e diabetes tipo 2 em adultos com idade superior a 45 anos e para aqueles que são mais jovens com determinados fatores de risco.

Fatores de risco identificados para a glicose de jejum (IFG), intolerância à glicose (IGT) e diabetes são fatores de risco modificáveis​​, como a obesidade, sedentarismo e tabagismo, bem como os fatores de risco não modificáveis​​, tais como o aumento da idade, raça / etnia, a predisposição genética à resistência à insulina, um parente de primeiro grau com diabetes e, nas mulheres, história de diabetes gestacional ou síndrome do ovário policístico.

O USPSTF encontrou evidências adequadas de apoio à medição de glicose no sangue em adultos com risco aumentado de desenvolver diabetes e também para apoiar o uso de intervenções intensivas no estilo de vida para aqueles com IFG ou IGT, que foram associados com uma diminuição do risco de progressão para o diabetes. O USPSTF também determinou que a evidência indicando que as modificações do estilo de vida intensivo poderia reduzir a incidência de diabetes, bem como de complicações cardiovasculares e mortalidade por qualquer causa.

"Para as pessoas com o açúcar no sangue anormal, mudanças no estilo de vida, como alimentação saudável e se exercitar mais frequentemente, pode ajudar a prevenir ou retardar o aparecimento da diabetes tipo 2", afirmou Michael Pignone, MD, MPH membro da Força-Tarefa. "É por isso que nós estamos recomendando que as pessoas que estão em maior risco sejam rastreadas."

Num comunicado de imprensa, a Endocrine Society expressou apoio às novas recomendações, lembrando que, anteriormente, a USPSTF recomendava rastreio só para diabetes tipo 2 em adultos assintomáticos com pressão arterial sistólica elevada. As recomendações recentemente propostas têm novas evidências sobre os benefícios do rastreio e intervenção no estilo de vida para prevenir a progressão para diabetes em pessoas com IFG e IGT, segundo o comunicado.

Fonte:
U.S. Preventive Services Task Force. Draft Evidence Review.
http://www.uspreventiveservicestaskforce.org/Home/GetFile/2/265/type2draftes/pdf (Acesso em 13/10/14)

VOLTAR

Você não tem permissão para enviar comentários

Outras Notas e Informações

A Medicina e a Fé

05 Novembro 2018

Fale Conosco SBD

Rua Afonso Braz, 579, Salas 72/74 - Vila Nova Conceição, CEP: 04511-0 11 - São Paulo - SP

(11) 3842 4931

secretaria@diabetes.org.br

SBD nas Redes