São Paulo, junho de 2020. A Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD) implementou nova ferramenta para difusão de conteúdo de qualidade sobre Diabetes Mellitus, as lives (realização de encontros e palestras públicas em ambiente virtual). A iniciativa visa disponibilizar fontes confiáveis e científicas, neste período em que grande parte da sociedade está em suas casas e a circulação de notícias falsas apresenta elevação.

O criador do modelo das lives da SBD foi o Dr. Márcio Krakauer, representante da Assessoria de Tecnologia da entidade. Para ele, esse tipo de transmissão pode ter surgido por conta do isolamento social, mas já estava na hora de algo neste modelo "entrar na comunidade médica". "Os feedbacks têm sido bons nas lives em que estive presente, as pessoas participam bastante", comenta o especialista.

Outro médico à frente do planejamento das lives é o Dr. Laerte Damaceno, editor do site da SBD. Para ele, este é um momento de compreendermos como funcionam. "As lives são uma ferramenta importante de distribuição de conteúdos. Uma vez que os eventos virtuais vieram para ficar, as transmissões ao vivo, servem para que os profissionais e audiência compreendam melhor a ferramenta e se preparem para o futuro de eventos virtuais", comenta Damaceno.

As transmissões chegaram em um momento importante em que as pessoas buscam fontes de informações seguras. Neste sentido amplia o alcance da posição da SBD e a projeta no sentido de se consolidar como a maior e mais confiável fonte de informações em diabetes no Brasil.

Neste ponto, as lives têm sido vistas com olhar positivo, uma vez que representam oprincipal canal de troca com o público leigo, que vem acompanhando mais de perto os trabalhos da instituição.

Temas abrangentes e importantes para a sociedade

Os temas desses encontros virtuais têm sido estruturados para abranger o público geral, uma vez que, só no Brasil, mais de 13 milhões de pessoas vivem com a doença. Essa atenção deve-se ao considerar que comumente os espectadores contam com uma grande rede de familiares, possibilitando que informações gerem interesse e sejam disseminadas ao maior número de pessoas possível.

A SBD deseja usar todos os canais de comunicação possíveis para manter seu público abastecido com informações relevantes e confiáveis da área.

Como acompanhar

As lives são sempre anunciadas com antecedência nas redes sociais e no site da SBD e são transmitidas em seus perfis no Facebook e YouTube.

Para conferir as lives realizadas anteriormente, acesse:

https://www.diabetes.org.br/multimidia/

Siga nosso canal no Youtube para acessar conteúdos exclusivos:

https://www.youtube.com/user/socbrasdiabetes