A principal causa de morte entre os diabéticos são os problemas cardiovasculares, com infartos e AVCs. Na pesquisa feita pela Sociedade Brasileira de Diabetes nas principais capitais do país, somente 3% dos diabéticos temem essas complicações.

Escute o áudio aqui

Fonte:

http://cbn.globoradio.globo.com/comentaristas/luis-fernando-correia/2016/10/17/PUBLICO-CONHECE-POUCO-SOBRE-OS-RISCOS-DA-DIABETES.htm


{backbutton} Add a comment ...

Mais de 130 mil pessoas têm diabetes no Rio, segundo pesquisa.

Campanha fala da saúde renal e cardíacas para diabéticos.

A Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD) está percorrendo os estados brasileiros para conscientizar a população sobre os riscos que a doença causa ao coração e aos rins. Nesta terça-feira (18) e quarta-feira (19), o Rio recebe a campanha “Diabetes Sem Complicações”.

Os passageiros que estiverem circulando, entre 7h e 18h, pela estação de metrô General Osório, em Ipanema, Zona Sul, poderão participar de brincadeiras lúdicas com informações sobre problemas cardíacos e renais entre diabéticos, bem como informações sobre prevenção.

Para impactar a população, um painel mostrará, em tempo real, a quantidade de pessoas que morrem em decorrência de problemas agravados pelo diabetes.

Segundo uma pesquisa realizada pelo Data SUS no ano de 2013, só no Rio de Janeiro, há mais de 130 mil pessoas com diabetes. De acordo com a...

A ação aconteceu na estação General Osório do Metrô, dias 18 e 19 de outubro. 

De acordo com a International Diabetes Federation (IDF), 50% dos óbitos em pacientes diabéticos se devem a problemas cardiovasculares, como infarto e AVC. No entanto, somente 3% desses indivíduos temem as consequências cardíacas da doença, segundo uma nova pesquisa da Sociedade Brasileira de Diabetes, em parceria com o Ibope Inteligência.

Pensando nisso, para conscientizar os cariocas sobre o impacto do diabetes sobre o coração e os rins, a Sociedade Brasileira de Diabetes está percorrendo o país com a campanha Diabetes Sem Complicações. A ação aconteceeu na estação General Osório do Metrô, nos dias 18 e 19 de outubro. As pessoas que circularam pelo local foram convidadas a montar um quebra-cabeça gigante, que trouxe dados sobre a prevalência de problemas cardíacos e renais entre os diabéticos, bem como informações sobre prevenção.

Fonte:

http://vejario.abril.com.br/materia/servicos/rio-recebe-campanha-para-alertar-sobre-diabetes


{backbutton}

Add a comment...

16 milhões de brasileiros possuem a doença.

Cuidados devem começar ainda na infância para evitar problemas futuros.

Quase metade dos brasileiros que têm diabetes do tipo 2 não sabe que tem a doença. E muitas vezes, não imagina o risco que corre.

O Bem Estar desta segunda-feira (10) fala sobre diabetes, essa doença perigosa, que mata uma pessoa a cada 13 segundos no mundo. Doutora Cinthia Cercatto, endocrinologista, fala do remédio para diabetes que agora é usado para emagrecer. Doutor Nilton Kawahara, cirurgião bariátrico, explica como a cirurgia ajuda a controlar a diabetes.

Apesar de muitas pessoas não apresentarem nenhum sintoma quando a glicemia não está muito alta, os principais sinais da diabetes incluem: sensação de fraqueza, boca seca, vontade constante de urinar, visão turva e taxa de glicemia muito alta.

A obesidade é o primeiro fator para desencadear esse tipo de diabetes, o tipo 2, e também hipertensão. Ela...

No dia 26/6, em que é lembrado o Dia Nacional da Diabetes, vale a pena destacar os resultados de pesquisa recente sobre os comportamentos de saúde dos brasileiros nas diferentes gerações. O levantamento, feito pela SulAmérica, mostrou que mais de 70% das pessoas com diabetes desconhecem que têm a doença. O estudo, que analisou mais de 40 mil segurados, encontrou índices significativos de diferença entre os participantes que reportaram hiperglicemia (587 pessoas) e os que apresentaram a condição em testes realizados (1.960 pessoas).

Esse cenário, observado em todas as faixas etárias pesquisadas, torna ainda mais importante a conscientização das pessoas quanto à prevenção e ao diagnóstico precoce da doença, que pode trazer complicações graves de saúde, como cegueira, insuficiência renal, amputações e riscos cardiovasculares, se não for controlada.

De acordo com o Estudo Saúde Ativa – Gerações, as gerações Y (24 a 37 anos) e Z (até 23 anos) apresentam o maior índice de...

Porque as coisas que vamos contar soam como um alerta: uma em cada duas mortes entre pessoas com diabetes, uma é causada pela doença cardiovascular. Saiba o que você e a medicina podem fazer para escapar dessa ameaça.

Digamos que, por ironia do organismo, o coração de quem tem muito açúcar correndo pelas veias não leva uma vida tão doce. É que o diabete, e o panteão de alterações que faz companhia à alta da glicose, semeia a discórdia nas artérias, elevando o risco de infarto e outras mazelas cardíacas. Não é por menos que a Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD) dá início à sua nova campanha nacional "Diabetes sem Complicações" focando o combate à doença cardiovascular. "Queremos conscientizar essa população de que, além de ajustar a glicemia, ela precisa aderir a um pacote de medidas visando ao controle do peso, da pressão, do colesterol...", justifica o endocrinologista Luiz Turatti, presidente da...

Fale Conosco SBD

Rua Afonso Braz, 579, Salas 72/74 - Vila Nova Conceição, CEP: 04511-0 11 - São Paulo - SP

(11) 3842 4931

secretaria@diabetes.org.br

SBD nas Redes