Projeto Implantação das Atividades do Dia Mundial do Diabetes 2016

Dr. Raimundo Sotero de Menezes Filho

  • Presidente da SBD Regional Sergipe

Profº Expedito José de Almeida Rocha

  • Educador Físico e Membro da SBD

Profª Mônica Fabiana Carvalho do Valle

  • Membro da SBD

“Ninguém educa ninguém, como tampouco ninguém se educa a si mesmo: os homens se educam em comunhão, mediatizados pelo mundo”.

Paulo Freire

1. APRESENTAÇÃO

Este projeto oportuniza contato com:

  • Pessoas portadoras do diabetes mellitus, mas que desconhecem que são portadoras;
  • Pessoas portadoras que não fazem tratamento e desconhecem o alto grau do risco de sua saúde;
  • Pessoas situadas no primeiro terço da distribuição da renda familiar per capita;
  • Pessoas analfabetas absolutas ou funcionais
  • Pessoas em risco social absoluto, por não terem acesso a tratamento com qualidade em hospitais ou postos de saúde públicos em suas comunidades.

Em razão do projeto e sua implementação, serão realizadas diversas atividades lúdicas e prazerosas no decorrer de todo o ano , com culminância no mês de novembro em comemoração ao Dia Mundial do Diabetes ,que é 14 de novembro, oportunizando a participação e apoio de voluntários, instituições, órgãos públicos, empresas e particulares, todos voltados em alertar a causa do diabetes.

O projeto estrutura sua proposta de atendimento a 3.000(três mil) pessoas, sendo que este número poderá sofrer alterações a depender do número de atendimentos nas feiras, mutirões e participação na caminhada e demais eventos promovidos.

Os níveis de atendimento estão afetos ao perfil sócio econômico do seguimento da comunidade atendida, de forma que a todos lhes permitam descobrir, se são portadores do diabetes, e as melhores formas de tratamento.

Desta forma, o resgate e recuperação da saúde do portador do diabetes, não é apenas uma questão só de saúde pública, mas estende-se também a outras dimensões como a auto-estima, o amor-próprio, a cooperação, a autoconfiança, os valores humanitários e éticos, a cidadania, e porque não dizer os laços afetivos familiares.

Educar a população para essas dimensões exige ações político-sociais efetivas eficazes, constantes e que não podem ser reduzidas ao âmbito individual. Este é o papel da nossa instituição. Isto implica , alertar e incorporar uma consciência coletiva da preocupação que todos devem ter em cuidar da sua saúde, capacitando-se para atividades laborativas e por conseguinte melhorar a sua qualidade de vida.

2. JUSTIFICATIVA

A diabetes está aumentando mundialmente. A diabetes é uma doença que atinge os jovens e idosos, ricos e pobres. Mais de 360 milhões de pessoas sofrem de diabetes. Até 2035, a Federação Internacional de Diabetes (IDF) estima que mais de 550 milhões de pessoas em todo mundo terão a doença.

A diabetes debilita e pode matar. A cada 8 segundos, alguém morre em decorrência de complicações da diabetes. Ela está entre as 10 principais causas de deficiências: dezenas de milhões de pessoas com diabetes sofrem de sérias condições, como doença cardíaca, derrame, amputação dos membros inferiores, retinopatia diabética (perda da visão ou cegueira causada pela doença diabética dos olhos) e insuficiência renal.

 

A diabetes é uma grande ameaça mundial à segurança e prosperidade humana. A diabetes empobrece famílias e sobrecarrega sistemas de saúde.
Uma grande proporção dos quatro milhões de pessoas que morrem anualmente em decorrência da diabetes está nos seus anos mais produtivos (entre 40 e 60 anos), resultando em um alto custo econômico à sociedade. Crianças morrem de diabetes Tipo 1 em países de baixa e média renda, porque elas não têm acesso à insulina que lhes é vital.

Praticar exercícios físicos moderados e manter um peso corporal saudável pode ajudar a prevenir a diabetes do Tipo 2. Até o momento, não existe uma terapia comprovada que previna ou cure a diabetes Tipo 1.

Por isso e muito mais, é que se justifica fazer a campanha do Dia Mundial do Diabetes, além de campanhas educativas e de conscientização durante todo o ano. Pela gravidade da situação, é que não devemos nos limitar ao mês de novembro para estimular a divulgação dos nossos objetivos. Lembrando que, o ponto alto do projeto de divulgação do projeto é o mês de novembro, o mês AZUL, comemorando o Dia Mundial do Diabetes.

3. OBJETIVO GERAL

  • Divulgar a causa e diagnosticar novos casos de diabetes.

3.1 ESPECÍFICOS

  • Sensibilizar empresários, representantes de empresas, trabalhadores, suas famílias e comunidades para conhecerem e apoiarem a campanha de prevenção do diabetes;
  • Começar a divulgar o “mês AZUL”, nos meios de comunicação durante todo o ano;
  • Intensificar a campanha de prevenção ao diabetes no mês de novembro;
  • Diminuir os índices de absenteísmo por causa de problemas de saúde;
  • Reduzir os custos com despesas hospitalares e ambulatoriais com problemas de saúde causados pela obesidade, pressão alta, glicemia etc;
  • Promover a saúde e prevenção de doenças por meio da prática de exercícios físicos e melhoria/manutenção da aptidão física
  • Desmistificar o diabetes, suas causas, fatores de risco, tratamento etc;
  • Desenvolver e fortalecer a auto-estima e o amor-próprio no portador do diabetes;
  • Desenvolver habilidades para geração de renda;
  • Estimular os laços afetivos;
  • Resgatar valores humanitários e éticos;
  • Estimular a interação social;
  • Ocupar o tempo livre com atividades esportivas, lúdicas e prazerosas;
  • Incentivar a cooperação e a autoconfiança.

4. DA ABORDAGEM

  • Imprensa (escrita e falada);
  • Métodos audiovisuais;
  • Adesão de empresas e grupos esportivos, que tenham a cor azul em destaque em suas marcas;
  • Mutirão do Diabetes;
  • Iluminação dos prédios públicos e privados na cor azul;
  • Atividades esportivas voltadas para o Dia Mundial do Diabetes.

5. SUGESTÕES DE AÇÕES E ATIVIDADES ACERCA DO DIABETES

A criação de um comitê de planejamento com representantes de cada setor envolvido diretamente aumentará a probabilidade de sucesso do projeto de campanha. Trabalhando em conjunto, o comitê pode dividir as tarefas,colaborar e incentivar o ingresso de novos apoiadores e voluntários a participarem do projeto. Talvez você possa contar com o apoio de escolas, comércio e organizações, secretaria de saúde, e encarregar um coordenador para liderar este comitê:

1. Organizar e participar da caminhada de conscientização e em comemoração ao Dia Mundial do Diabetes em sua comunidade em 14 de Novembro, ou em uma data próxima.
2. Organizar um grupo de apoio na comunidade para pais de crianças que sofrem de diabetes;
3. Promover um acampamento para crianças diabéticas, convidando voluntários para trabalharem;
4. Organizar ciclo de palestras em escolas, órgãos públicos, hospitais etc, e com apoio de médicos endocrinologistas com especialização em diabetes, para falar sobre o diabetes;
5. Buscar parcerias com secretarias estadual e municipais de saúde em seu estado, para organizar mutirões de saúde para exames de detecção do diabetes, exames oftalmológicos, aferição da pressão arterial;
6. Distribuir nestes eventos cartazes, panfletos, folders e revistas com textos educacionais para aumentar o conhecimento sobre diabetes, como também em feiras públicas ou qualquer outro evento de grande aglomeração pública como shows, estádios esportivos etc;
7. Organizar um grupo de caminhada para cidadãos da meia idade que sofrem de diabetes;
8. Doar livros com informações atuais sobre diabetes para a biblioteca local e coloque um marcador de livros com informações (carimbo e texto) sobre o patrocinador da doação;
9.Criar e divulgar um website local, e colocando artigos sobre o diabetes e divulgando todos os eventos com calendário;
10.Promover a prevenção do diabetes utilizando anúncios de utilidade pública, em toda mídia local;
11 Realizar evento com uma aula de culinária para pessoas portadoras de diabetes, com nutricionista especializada em diabetes;
12. Organizar o plantio de uma horta comunitária para incentivar uma alimentação saudável;
13. Trabalhar junto a enfermeiros e podólogos devidamente credenciados da comunidade, para organizar exames de pés diabéticos em locais previamente escolhidos;
14. Trabalhar com profissionais da área da saúde para oferecer exames às populações “em risco” da sua cidade;
15. Estabelecer parcerias com associações locais na área de diabetes para oferecer programas e materiais;
16. Realizar uma angariação de fundos para um acampamento ou fundação para diabéticos;
17. Oferecer , se assim for possível, apoio financeiro para as pessoas carentes, para que possam comprar medicamentos e outros suprimentos de controle da diabetes, ou orientá-las para obter gratuitamente através do posto médico ou órgão congênere ;
18. Divulgar a importância de um exame anual de dilatação dos olhos para detecção da doença ocular diabética;
19. Oferecer materiais educativos sobre a diabetes para clínicas, hospitais, farmácias e consultórios médicos.
20. Realizar em outubro, uma feira comunitária anual de saúde e exposição sobre diabetes, onde serão ofertados ao público exames de saúde, palestras, demonstrações culinárias, orientação nutricional, exames do nível de glicemia no sangue, peso, altura, aferição da pressão sanguínea circunferência abdominal dentre outros;
21. Realizar um passeio ciclístico com portadores do diabetes;
22. Organizar um fórum ou reunião municipal para destacar os assuntos e questões críticas sobre o atendimento ao diabético na comunidade;
23. Patrocinar um estudante deficiente visual ou cego, talvez por decorrência da doença diabética dos olhos;
24. Oferecer transporte para consultas médicas a uma pessoa com deficiências visuais causada pelo diabetes;
25. Organizar uma ou mais palestras de um profissional da área médica em um evento comunitário sobre a importância do exame de dilatação da pupila;
26. Fazer uma parceria com a enfermaria da escola ou com um profissional da área oftalmológica para realizar um evento de exames de diabetes na escola e convidar pais e avós a participarem;
27. Lançar campanha para que prédios públicos (em especial secretarias de saúde), assembléias estaduais, câmaras municipais, pontos turísticos, shoppings sejam iluminados externamente com a cor azul no mês de novembro.
28. A Regional da SBD ou representante legal na região (delegado) deve providenciar que médicos e enfermeiros ofereçam serviços relacionados a diabetes através de uma clínica de diabetes, na semana em que se comemora o Dia Mundial do Diabetes.
No mês de Outubro, a Regional da SBD ou representante legal na região (delegado) realizará a sua Feira/Mutirão Comunitária anual de saúde com exposição sobre diabetes, onde serão oferecidos ao público exames de saúde, palestras, demonstrações culinárias, orientação nutricional, exames do nível de glicemia no sangue, do pé diabético, peso, altura, circunferência abdominal e verificação da pressão sanguínea.
Este evento não só terá um impacto positivo na comunidade e na vida dos pacientes, como também contribuirá para que se tenha uma populaçãomais saudável e produtiva.

AS MELHORES DICAS PARA ORGANIZAR UMA CAMINHADA

1. Monte um Comitê Organizador;
2. Realize a primeira reunião informativa e estabeleça uma programação para as reuniões;
3. Identifique pessoas para contatar na comunidade conforme indicação dos membros do comitê. Os contatos podem ser: patrocinadores em potencial, pessoal da mídia, artistas, distribuidores de pôsteres, gráficas etc e grupos de participantes;
4. Estabeleça uma data e horário para o evento;
5. Determine um trajeto;
6. Obtenha aprovação da prefeitura ou de outros órgãos, se necessário.;
7. Organize patrocínio local para distribuição de camisas, lembranças, bebidas( água ou suco que serão distribuídos no trajeto) e comidas;
8. Contate a mídia (rádio, televisão, jornal) para conseguir propaganda gratuita ou então patrocínio;
9. Informe e convide profissionais da área da saúde, membros do governo e celebridades para que apóiem e participem do evento;
10. Visite o local e o trajeto para determinar se há necessidade de voluntários, equipamentos e para prever e se preparar para possíveis problemas.
11. Consiga um trio ou mini trio elétrico para animar os participantes durante a caminhada.
12. Com apoio de profissionais de Educação Física, no início da caminhada fazer aquecimento muscular, e ao final do percurso ministrar uma atividade de alongamento e relaxamento muscular.
13. Recomendamos que no ponto final do percurso, monte-se uma estrutura para aferição de pressão e nível glicêmico.
14. A Regional da SBD ou seu representante legal na região (Delegado) deve providenciar que médicos e enfermeiros ofereçam serviços relacionados a diabetes através de uma clínica de diabetes, na semana em que se comemora o Dia Mundial do Diabetes.
No mês de Outubro, Regional da SBD ou seu representante legal na região (Delegado) realizará a sua Feira/Mutirão Comunitária anual de saúde com exposição sobre diabetes, onde serão oferecidos ao público exames de saúde, palestras, demonstrações culinárias, orientação nutricional, exames do nível de glicemia no sangue, do pé diabético, peso, altura, circunferência abdominal e verificação da pressão sanguínea.
Este evento não só terá um impacto positivo na comunidade e na melhoria de vida dos pacientes, como também contribuirá para que se tenha uma comunidade mais saudável e mais produtiva.

6. DA DIVULGAÇÃO

Dê ao seu projeto o reconhecimento que ele merece! Informe a comunidade local sobre os próximos eventos da Regional da SBD para divulgar o seu projeto de serviço.

Sugestões:

  • Afixar folhetos
  • Contatar a rádio ou estações públicas de televisão locais para fazer cobertura do evento
  • Enviar comunicados à imprensa aos jornais locais
  • Publicar informações sobre o projeto no website da Regional da SBD ou em outros sites de redes sociais, como o Facebook, You Tube etc.
  • Convidar a mídia local para os eventos 

COMEMORE O SUCESSO ALCANÇADO

Não se esqueça de compartilhar as realizações do seu projeto com as pessoas que contribuíram para o êxito alcançado. Distribua um comunicado à imprensa e as demais mídias local, e envie um boletim aos membros da comunidade que apoiaram o projeto.

Envie cartões de agradecimento àqueles que participaram. Talvez seja uma boa idéia conceder certificados de reconhecimento aos que ajudaram. Uma boa maneira de reconhecer a colaboração de todos é organizando uma cerimônia em homenagem aos voluntários e parceiros do projeto. Não se esqueça de compartilhar o seu êxito, publicando fotos nas páginas do Facebook, You Tube e outras redes sociais.

7. DA DURAÇÃO DO PROJETO

Será realizado durante todo o mandato do presidente em exercício da instituição

8. DA AVALIAÇÃO

O acompanhamento e avaliação deste projeto serão de responsabilidade do Comitê Organizador, e realizado por toda equipe envolvida na operacionalização do projeto, para coleta de dados, análise e discussão de casos de portadores de risco, avaliação, acompanhamento e elaboração de planilhas com resultados e dados estatísticos apurados no evento e redefinição de atividades necessárias a sua boa execução.

Na perspectiva técnica-científica, a avaliação e o planejamento são atividades inseparáveis, formando um processo único, no qual devem ser definidos os objetivos, as estratégias para se alcançar um resultado final positivo. Haverá reuniões mensais dos comitês para a realização do planejamento e execução das atividades inclusas no calendário.

9. DOS PROCEDIMENTOS ORGANIZACIONAIS

Com base no conhecimento geral acerca dos cenários em todo o Brasil, compreende-se que, para cada uma dessas sugestões de atividades mencionadas, existe uma série de procedimentos organizacionais locais, que transcendem a esfera técnica da equipe da SBD na administração e realização das mesmas.

Estamos conscientes de que, pela própria diversidade cultural brasileira e pela enorme extensão territorial que possuímos, haverão inúmeros e diferenciados procedimentos organizacionais.

Nesse sentido, para uniformizar as ações em todo o Brasil, e fortalecer a estrutura organizacional do evento a nível nacional, sugerimos a adoção de procedimentos para realização de cada uma delas. Tais procedimentos poderão receber novos formatos, sugestões e a própria inclusão ou exclusão, à medida que serão aplicados, buscando sempre a melhor adequação, otimização e sucesso do evento.

9.1 FLUXOGRAMA

 

CALENDÁRIO DE EVENTOS (Modelo)

MÊS:

Preenchimento:

01) Dia em será realizado o evento;
02) Instituição, empresa, ou órgão que está promovendo;
03) Nome do evento, com perfil da identidade a ser realizada( caminhada, mutirão, palestra, feira de saúde, passeio etc)
04) Colocar o horário de início programado, se possível com previsão de término;
05) Nomes dos parceiros apoiadores do evento
06) Colocar o endereço completo e bem identificado do local
07) Por idade, categoria profissional, sexo, se ao público em geral, estudantes, por atividade laborativa etc

EXEMPLO PREENCHIDO

CALENDÁRIO DE EVENTOS – MÊS: 

 

VOLTAR